Quanto mais cedo Ucrânia aceitar nossas demandas, mais cedo o conflito terminará, diz Kremlin

Porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov

MOSCOU (Reuters) - O Kremlin disse nesta quinta-feira que quanto mais cedo a Ucrânia aceitar as exigências da Rússia, mais cedo o conflito poderá terminar.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse que a Rússia alcançará seus objetivos "de uma forma ou de outra" e que seria melhor para Kiev aceitar a posição russa e se concentrar nas negociações.

Moscou disse que está lutando para "desnazificar" a Ucrânia e proteger os falantes de russo no leste do país. Kiev e o Ocidente rejeitam essas reivindicações como um pretexto infundado para uma apropriação de terras em estilo colonial por Moscou.

"Quanto mais cedo o regime ucraniano mostrar sua prontidão para atender às demandas da Rússia, que serão alcançadas de uma forma ou de outra, mais cedo tudo terminará e mais cedo o povo ucraniano poderá começar a se recuperar após esta tragédia, iniciada pelo regime em Kiev", disse Peskov a repórteres.

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, delineou um plano de paz de 10 pontos para uma solução para o conflito, começando com a remoção das tropas russas das partes ocupadas da Ucrânia.

A Rússia disse que está aberta para negociações, mas não delineou publicamente os detalhes de sua posição ou o que está buscando de Kiev para encerrar as hostilidades.

(Reportagem da Reuters)