"Quanto mais você interage, mais pessoas morrem", diz governador do ES

FERNANDA CANOFRE
***ARQUIVO**BRASÍLIA, DF: Governador do Espírito Santo, Renato Casagrande.(Foto: Alan Marques/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), chamou a atenção para a necessidade de as pessoas ficarem em casa e aumentarem a proporção do isolamento social no estado.

Segundo ele, a taxa de isolamento em território capixaba está em 46%, mas deveria estar em pelo menos 50%, devido ao aumento na demanda de pessoas procurando a rede estadual de saúde. Os dados foram passados em transmissão nas redes sociais nesta quinta-feira (30).

"Quanto mais você interage, mais pessoas morrem. Esta é a estatística já identificada aqui no Espírito Santo. Quando chega o vírus em comunidades mais populares, onde isolamento é mais difícil, sem o mesmo nível de estrutura, o risco aumenta mais", afirmou ele.

Casagrande ainda salientou que governadores gastam muita energia para convencer as pessoas sobre a importância do isolamento, o que seria mais fácil caso a posição política do governo federal fosse reconhecer a gravidade da pandemia.

O governador decidirá sábado sobre flexibilização e retomada do comércio no estado. Nesta quinta, ele anunciou a decisão de prorrogar a suspensão das aulas em todas as escolas até o fim de maio, assim como o fechamento de bares, parques e outros pontos.

Segundo o último boletim da Secretaria Estadual de Saúde, o Espírito Santo registra 2.688 casos confirmados do novo coronavírus e 93 mortes.

Dos 238 leitos em UTI, 71,85% estão ocupados. Somado a leitos de enfermaria, a taxa de ocupação com casos confirmados ou suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2 é de 55,37%.