Quarto dia de Copa tem água no chopp alemão e o último romântico espanhol

Takuma Asano, autor do gol da virada do Japão sobre a Alemanha na Copa do Catar. Foto: Mark Metcalfe - FIFA/FIFA via Getty Images
Takuma Asano, autor do gol da virada do Japão sobre a Alemanha na Copa do Catar. Foto: Mark Metcalfe - FIFA/FIFA via Getty Images

Teve água no chopp! Alemanha toma virada do Japão após abrir placar com um gol de pênalti e mais uma favorita é surpreendida na primeira rodada. A estreia de um romântico e o retorno de uma seleção. Isso e muito mais no resumo do dia da Copa do Catar no Yahoo Esportes.

SUPER SAIYAJIN

O Japão surpreendeu em seu primeiro jogo ao vencer a Alemanha de virada. Os Samurais Azuis impuseram aos alemães mais uma derrota em estreia em Copas, repetindo o México em 2018. Com uma grande atuação no segundo tempo a vitória japonesa aconteceu por conta de um bom jogo coletivo. O segundo gol, da virada, veio dos pés de Takuma Asano, por ironia jogador do Bochum, um time alemão.

ESTREIA

Ferran Torres faz o
Ferran Torres faz o "S" após marcar seu segundo gol na partida contra a Costa Rica. Foto: Simon Stacpoole/Offside/Offside via Getty Images

O espanhol Ferrán Torres fez a estreia dos sonhos na Copa do Mundo: dois gols e vitória com direito a goleada de 7 a 0 pra cima da Costa Rica. A Espanha mandou pastar a zebra que pegou Argentina e Alemanha e não deu chances pra Keylor Navas e companhia. Ainda teve direito a “S”, homenagem para a namorada, que tem uma ligação inesperada com o técnico da Fúria, Luis Enrique. O amor venceu!

Leia também:

REESTREIA

36 anos. Esse foi o tempo que os torcedores canadenses esperaram pra ver o time novamente em uma Copa do Mundo, após sua primeira e, até aqui, única participação, em 1986. O time daquela campanha tinha apenas cinco jogadores que atuavam na Europa, contra os dezesseis atuais. Se em 86 o Canadá contava com muitos jogadores locais, alguns até sem clube, nesse retorno alguns já são estrelas em seus times como Jonathan Davies, do Lille, e Alphonso Davies, do Bayern de Munique. A derrota por 1 a 0 para a Bélgica não foi o resultado esperado, ainda mais depois que o jovem Davies perdeu um pênalti quando o placar ainda estava zerado. O Canadá ainda mantém o sonho de marcar seu primeiro gol em Copas, já que na Copa no México saiu sem nenhum.

PROTESTO

Impedido pela FIFA de usar uma braçadeira em apoio aos LGBTQIA+, o goleiro alemão Manuel Neuer e sua equipe posaram para a foto antes do jogo cobrindo suas bocas com as mãos, em sinal de protesto. A imagem marcou esse quarto dia de Copa. A Federação Alemã se posicionou através das redes sociais:

“Não se trata de fazer declarações políticas - os direitos humanos são inegociáveis. Isso deveria ser óbvio, mas pelo visto não é o caso. Por isso essa mensagem é tão importante para nós. Negar o uso da braçadeira é o mesmo que negar a nossa voz. Nós defendemos nossa posição.”

TORCEDOR DO DIA

Torcedores marroquinos fizeram grande festa em jogo da Copa.  Foto: DeFodi Images/DeFodi Images via Getty Images
Torcedores marroquinos fizeram grande festa em jogo da Copa. Foto: DeFodi Images/DeFodi Images via Getty Images

A torcida marroquina é uma das mais animadas da Copa, e mesmo em um jogo sem gols contra uma decepcionante Croácia, os marroquinos, devidamente paramentados com chapéus, roupas típicas e pinturas faciais, lotaram o estádio e fizeram uma festa que ajudou a manter acordado o brasileiro que madrugou pra acompanhar a partida pela TV.

COMEMORAÇÃO

Ganhar de uma campeã mundial em uma Copa do Mundo não é para qualquer um. Ganhar de uma tetracampeã, no entanto, foi o que fizeram os japoneses hoje. A festa em Tóquio após o jogo rolou solta. Os torcedores invadiram o cruzamento de Shibuya, local famoso por ter oito semáforos que quando fechados ao mesmo tempo permitem aos pedestres atravessar as ruas em diversos sentidos, um tipo de caos controlado. Tudo no estilo japonês é claro: quando os semáforos abriam novamente todo mundo corria pra calçada.