Quarto de onde MC Kevin caiu da varanda teve quatro acessos em uma hora, mostra perícia

·2 minuto de leitura

O laudo da perícia do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE), que concluiu que a queda do cantor Kevin Nascimento Bueno, o MC Kevin, da varanda da suíte 502, “teve como causa aparente um acidente”, apontou que o quarto foi acessado quatro vezes no intervalo de cerca de uma hora. O documento, assinado pelo perito Luiz Alberto Moreira Coelho e obtido com exclusividade por O GLOBO, mostra que quatro cartões diferentes foram usados para abrir a porta, entre 16h52 e 17h57 de domingo, dia 16. Bombeiros do Grupamento de Busca e Salvamento foram acionados para socorrer o funkeiro às 18h13.

De acordo com o laudo, os acessos aconteceram às 16h52 e 16h53; 17h10; 17h38, 17h39 (duas vezes) e 17h40; e às 17h57. “Podemos verificar que o momento de maior circulação de acionamento dos cartões de acesso ao quarto, foi entre 16:52h e 17:57h, totalizando 04 (quatro) acessos”, destaca o perito. Nesse horário, estiveram no apartamento, além de Kevin, os amigos Victor Elias Fontenelle e Jhonatas Augusto Cruz e a modelo Bianca Domingues.

Nos depoimentos que prestaram ao delegado Henrique Damasceno, titular da 16ª DP (Barra da Tijuca), eles narraram que Kevin, Victor, Jhonatas e Gabriel estavam na praia quando conheceram Bianca. Ela foi abordada pelos homens no Kiosque Carioca e concordou em se juntar ao grupo. No estabelecimento, os jovens consumiram R$ 1.555,40 - apenas com bebida alcoólica e enérgico, foram desembolsados R$ 1.070.

Kevin e Victor então teriam convidado a moça, a quem mais tarde ofereceriam R$ 2 mil, para ter relações sexuais com eles na suíte 502. Por volta de 17h, os três deixaram a praia, em um intervalo de poucos minutos, em direção ao hotel. Já no apartamento, Jhonatas teria chegado ao quarto e pedido para participar do encontro, o que foi rechaçado pelo funkeiro. O amigo então contou ter ido buscar preservativos e voltado ao quarto.

Jhonatas afirmou também ter tomado banho e se escondido atrás de uma cortina. Em determinado momento, Kevin teria chamado Bianca para ir até à varanda. Na delegacia, a modelo diz ter presenciado quando o funkeiro tentou, pelo parapeito, passar para o andar de baixo. Ela contou ter a impressão de que o artista estaria receoso que sua mulher, a advogada Deolane Bezerra, que estava hospedada na suíte 1305, chegaria e tentou fugir.

Socorrido para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, Kevin não resistiu aos ferimentos. O laudo de necropsia do Instituto Médico Legal (IML) apresentou que o corpo do rapaz sofreu 13 fraturas, do nariz, maxilar, mandíbula e costelas, além de hemorragia na cabeça, perfuração no pulmão e rompimento do fígado. A causa da morte é descrita como traumatismo crânio encefálico.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos