Quase 300 casos de covid em espectadores finlandeses que foram à Rússia para a Eurocopa

·1 minuto de leitura
Cerca de 300 torcedores que voltaram à Finlândia depois de assistir aos jogos da Eurocopa em São Petersburgo testaram positivo para covid-19

Cerca de 300 torcedores que voltaram à Finlândia depois de assistir aos jogos da Eurocopa em São Petersburgo testaram positivo para a covid-19, anunciaram as autoridades de saúde locais nesta segunda-feira (28).

A THL, autoridade sanitária responsável pela epidemia, voltou a pedir a todos os finlandeses que voltaram ao país após a derrota para a Bélgica, na segunda-feira passada, que se submetam a testes e recomenda que mantenham uma quarentena de pelo menos 72 horas até que voltem a testar negativo.

A Finlândia já havia mostrado sua preocupação após a detecção de quase uma centena de casos em torcedores que voltaram da Rússia.

As autoridades locais perto da fronteira entre a Finlândia e a Rússia contabilizaram 86 casos em testes realizados nos postos alfandegários.

Como resultado da saturação e dos atrasos causados na terça-feira pelo retorno de cerca de 3.000 torcedores, os guardas de fronteira tiveram que deixar cerca de 800 pessoas entrarem sem testá-las, de acordo com a mídia local.

A Rússia enfrenta um aumento nos casos de coronavírus da variante Delta, mais contagiosa, situação que afeta particularmente São Petersburgo, cidade-sede da Eurocopa, onde a taxa de incidência é atualmente vinte vezes maior do que na Finlândia, segundo a THL.

Na segunda-feira, o prefeito de Helsinque, Jan Vapaavuori, anunciou que o levantamento de outras restrições seria suspenso, em parte por causa do aumento de infecções da Eurocopa.

sgk/hdy/av/gh/mcd/ap

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos