Quatro amigos argentinos vão pedalar da África do Sul ao Catar para a Copa do Mundo

Lucas Ledesma, de 34 anos, e Leandro Blanco, de 31, que irão pedalar da África do Sul ao Catar para a Copa do Mundo

Por Agustin Geist e Horacio Fernando Soria

BUENOS AIRES (Reuters) - Quatro amigos argentinos irão pedalar 10.500 quilômetros da África do Sul ao Catar para torcer pelo país deles na Copa do Mundo em novembro, em uma iniciativa que também levará ao plantio de 10.500 novas árvores em sua terra natal.

Lucas Ledezma, Leandro Bianco Pighi, Silvio Gatti e Sebastián Rodríguez, da província de Córdoba, começarão a pedalar em 15 de maio da Cidade do Cabo a Doha, em uma jornada na qual cruzarão 15 países em dois continentes.

“A ideia geral da viagem é percorrer 10.500 quilômetros passando por 15 países durante seis meses”, disse Ledesma, professor de educação física de 34 anos, à Reuters. “A ideia é chegar cerca de quatro ou cinco dias antes do jogo de abertura em Doha”, acrescentou.

A Argentina jogará sua primeira partida no torneio deste ano em 22 de novembro contra a Arábia Saudita no estádio Lusail.

Ledezma tem experiência prévia com esse tipo de percurso. Além de pedalar ao Brasil para a Copa do Mundo de 2014 e também para a o Mundial da Rússia em 2018, ele viajou por vários países em cima de duas rodas para torcer pelos seus compatriotas na Olimpíada do Rio, em 2016, e na Copa América de 2015, no Chile.

Na aventura de 2022, ele terá a companhia de um produtor de documentário, um escritor e um agente de viagens.

Além de assistir aos jogos, a viagem também tem o objetivo de ajudar o meio-ambiente. Cada quilômetro percorrido será marcado por uma árvore plantada nas montanhas de Córdoba, localizadas a cerca de 600 quilômetros a noroeste de Buenos Aires.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos