Quatro detidos em roubo espetacular à joalheria Cartier em Mônaco

Policiais de Mônaco diante da joalheira Cartier assaltada no centro do principado

Quatro suspeitos foram detidos e uma grande quantidade de joias foi recuperada depois do espetacular ataque contra uma loja Cartier em Mônaco, localizada perto do cassino Monte Carlo.

Uma pessoa foi detida imediatamente depois do roubo, e as outras três posteriormente: duas no Principado e outra na localidade de Roquebrune-Cap-Martin (Alpes Marítimos).

Graças às prisões, os policiais recuperaram grande parte do material roubado. O valor total, no entanto, não foi informado e ainda estava sendo avaliado.

A célebre marca de luxo Cartier já havia sido alvo de ladrões na Côte d'Azur, em maio de 2015, poucos dias antes do Festival de Cinema de Cannes. Foram roubados 17,5 milhões de euros em joias.

Em Mônaco, no entanto, os assaltos a joalheiras são pouco comuns, apesar de o principado estar cheio de lojas do tipo.

Em 2012, quatro lituanos roubaram meia centena de relógios de coleção de um valor de 200.000 euros em uma joalheira do Principado. Os ladrões foram presos e condenados a penas de 5 a 13 anos de prisão.