Quatro estabelecimentos são interditados em blitz na capital paulista

RENATO FONTES
·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Quatro estabelecimentos comerciais foram interditados e cinco autuados na noite desta sexta-feira (19) pelo Comitê de Blitze por descumprimento das normas sanitárias e as restrições de circulação do Plano São Paulo na capital. Ao todo, a Vigilância Sanitária estadual, gestão João Doria (PSDB), inspecionou 48 locais. Segundo o governo, três estabelecimentos de comércio de rua, loja de presente e de chocolate foram autuados e interditados na Bela Vista (região central) por não cumprirem a fase vermelha e não serem serviço essencial. Um bar na Casa Verde (zona norte) foi autuado e interditado pelo mesmo motivo. O Comitê de Blitz, criado no dia 12 de março em conjunto com a Prefeitura de São Paulo, gestão Bruno Covas (PSDB), tem como objetivo reforçar as fiscalizações e o cumprimento das medidas restritivas implementadas na Fase Emergencial e dessa forma evitar a propagação do coronavírus. Integram o Comitê agentes da Guarda Civil Metropolitana e da Covisa (Coordenadoria da Vigilância Sanitária) do município, além de profissionais da Vigilância Sanitária, Procon e das Polícias Civil e Militar, por parte do governo estadual. Segundo a pasta, entre 1º de julho de 2020 e 15 de março deste ano a Vigilância Sanitária estadual realizou 220.808 inspeções e 4.679 autuações. O cidadão pode denunciar festas clandestinas e funcionamento irregular de serviços não-essenciais pelo telefone 0800-771-3541 e também pelo site do Procon-SP www.procon.sp.gov.br ou Centro de Vigilância Sanitária secretarias@cvs.saude.sp.gov.br.