Quatro estabelecimentos são interditados na capital

RENATO FONTES
·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Vigilância Sanitária Estadual, gestão João Doria (PSDB), em conjunto com o Procon-SP e as Polícias Militar e Civil, inspecionou 34 estabelecimentos comerciais, dos quais sete deles foram autuados e quatro interditados entre a noite de sábado (13) e a madrugada deste domingo (14). Em um desses casos, 150 pessoas foram detidas dentro de um cassino de luxo que fica na rua Alvorada, na Vila Olímpia (na zona oeste da capital paulista). De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, os frequentadores foram flagrados consumindo bebida alcoólica, desrespeitando as regras de distanciamento social e sem a utilização de máscara de proteção facial. As demais ações ocorreram nos bairros Vila Nova Conceição, Ibirapuera, Paraíso, Vila Mariana, Freguesia do Ó, Pompeia, Perdizes, Vila Olímpia, República, Brooklin e Panamby. Além disso, a Polícia Militar esteve presente preventivamente nas principais vias da cidade. A força-tarefa dos órgãos estaduais e municipais tem como objetivo coibir eventos clandestinos, aglomerações e pancadões em todo o estado. As ações foram intensificadas após o anúncio de medidas mais restritivas em São Paulo.