QUATRO homens são presos por roubo de carros na Zona Norte e na Baixada

Suspeitos estavam no semi-aberto há apenas dois meses

A Polícia Militar realizou duas operações nas últimas horas para prender integrantes de quadrilhas de roubos de carros a partir de informações do Disque-Denúncia. Dois suspeitos atuavam no Grande Méier, e, os outros dois, na Penha, em Bonsucesso e na Baixada Fluminense. Todos já tinham passagens pela polícia.Na manhã desta quarta-feira, os policiais fizeram operações de busca e captura no Complexo do Lins. Também destruíram barricadas feitas com trilhos e colocadas na rua Maria Luiza, principal via de acesso à comunidade do Gambá, com o objetivo de impedir a entrada da polícia.Marcello Costa de Azevedo, conhecido como Tchelo, de 20 anos, e Gleiderson de Souza Santos, o Guedo, de 27, foram detidos por cometer roubo majorado várias vezes. Os dois eram monitorados pela Inteligência da PM por pertencerem a uma quadrilha especializada em roubos de veículos no Grande Méier.No mandado de prisão que estava em aberto, constava que Marcello havia cometido roubo majorado seis vezes. Ele ainda tinha outras três anotações criminais: roubo majorado com lesão corporal grave, roubo qualificado e homicídio. Já Gleiderson, além de ter cometido roubo majorado duas vezes, tinha outras três anotações pelo mesmo crime. Ele também foi preso por associação criminosa e corrupção de menores.Com eles, foram apreendidos 83 frascos de loló e duas motocicletas roubadas — uma Triunph Tiger 800 cc com placa e chassi adulterados, produto de um roubo na área da 19ºª DP (Tijuca), e uma Honda PCX 150, subtraída na área da 26ª DP (Méier). Dois presos foram para o semi-aberto há dois mesesJá no fim da noite desta terça, outros dois homens foram presos em flagrante após uma troca de tiros com a polícia. Eles estavam sob vigilância há duas semanas e, de acordo com a investigação, pertencem a uma quadrilha de roubo de carros que atua na Penha, em Bonsucesso e na Baixada Fluminense. Ambos tinham obtido progressão de pena para o regime semi-aberto há apenas dois meses.Eles foram abordados quando trafegavam em um Ford Ka pela Rua Fernandes Valdez, no bairro de Ramos. Ao receberem voz de prisão, reagiram atirando na direção da polícia, mas foram capturados. Com eles foram apreendidos uma pistola Bersa calibre 40, de fabricação Argentina, com a numeração suprimida; um revólver calibre 38, especial; um carregador e munição de ambos os calibres.Marcos Aurélio dos Santos Calixto, o Babu, de 35 anos, já havia sido processado e condenado pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, tráfico de drogas, roubos majorados, receptação (3 vezes), uso de documento falso, falsificação de focumento e adulteração de sinal identificador de veículo. Ele deu entrada no sistema prisional pela primeira vez em 2009, e já cumpriu pena no Instituto Penal Vicente Piragibe, nas penitenciárias Moniz Sodré, Dr. Serrano Neves e Alfredo Tranjan e nos presídios Ary Franco, José Frederico Marques e João Carlos da Silva.Já Matheus Silva Santos, de 22 anos, tem condenações por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Ele já cumpriu pena no Instituto Penal Vicente Piragibe, na penitenciária Moniz Sodré e nos presídios Elizabeth Sá Rego, Ary Franco e José Frederico Marques.Ambas as ações foram conduzidas por PMs da Superintendência de Inteligência e Análise (SIA) e do Grupamento de Intervenção Tática (GIT) da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP). Ninguém ficou ferido.