Quatro pessoas morrem em devastador incêndio florestal no Chipre

·1 minuto de leitura

NICÓSIA (Reuters) - Quatro pessoas foram encontradas mortas neste domingo no segundo dia de um grande incêndio no Chipre que arrasou trechos de floresta e destruiu dezenas de casas, no que foi considerado por uma autoridade como o pior incêndio já registrado.

As chamas, alimentadas por fortes ventos, afetaram pelo menos dez comunidades em uma área superior a 50 quilômetros quadrados no sopé da cordilheira Troodos, uma área de floresta de pinheiros e densa vegetação.

"É um dos mais destrutivos (incêndios) que experimentamos, infelizmente, com as vítimas", disse o presidente cipriota, Nicos Anastasiades, a repórteres da região. O Estado ficará a postos e apoiará todos os afetados, disse ele.

A área inclui algumas das aldeias montanhosas mais pitorescas do Chipre. Testemunhas disseram que encostas de pinheiros exuberantes ou pomares de árvores frutíferas haviam se transformado em tocos negros fumegantes em uma paisagem cinza e estéril.

"Vai levar pelo menos dez anos para crescerem de volta. Como vamos sobreviver?", questionou o agricultor Andreas Costa, de 70 anos, que chorava enquanto Anastasiades tentava consolá-lo.

(Por Michele Kambas)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos