'Que Deus o receba com alegria', escreve Bolsonaro ao lamenta morte de Paulo Gustavo

·1 minuto de leitura
**ARQUIVO** BRASILIA, DF, 31-03-2021: O presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
**ARQUIVO** BRASILIA, DF, 31-03-2021: O presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se manifestou na madrugada desta quarta-feira (5) sobre a morte do ator e humorista Paulo Gustavo, vítima da Covid-19. O ator, que tinha 42 anos, era casado com Thales Bretas e deixa dois filhos, os gêmeos Gael e Romeu, de um ano.

"Meus votos de pesar pelo passamento do ator e diretor Paulo Gustavo, que com seu talento e carisma conquistou o carinho de todo Brasil. Que Deus o receba com alegria e conforte o coração de seus familiares e amigos, bem como de todos aqueles vitimados nessa luta contra a Covid", disse o presidente.

A mensagem de Bolsonaro foi publicada quase duas horas depois de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lamentou a morte de Paulo Gustavo. "Recebi com muita tristeza a notícia da morte de Paulo Gustavo. A covid levou hoje mais um de nós. Um grande brasileiro, que brindou nosso país com tanta alegria. Descanse em paz. Seu talento jamais será esquecido", escreveu Lula.

Paulo Gustavo estava internado na Unidade de Terapia Intensiva de um hospital no Rio de Janeiro desde o dia 13 de março com Covid-19. Uma semana após a internação, ele teve de ser intubado porque estava com dificuldade para respirar.

No dia 2 de abril, piorou e precisou da ajuda de uma espécie de pulmão artificial usado apenas nos casos mais graves. Um mês depois, teve uma embolia gasosa que se espalhou em decorrência de um rompimento do tecido do pulmão.