Queda de avião na Namíbia mata 33 pessoas, entre elas um brasileiro

Maputo, 30 nov (EFE).- A queda de um avião da companhia moçambicana LAM e de fabricação da Embraer em um parque natural na Namíbia deixou 33 mortos, entre eles um brasileiro, informaram neste sábado fontes policiais.

Não houve sobreviventes. A aeronave, que viajava da capital de Moçambique, Maputo, para Luanda (Angola), desapareceu ontem no espaço aéreo da Namíbia e não foi localizado até a tarde de hoje.

Ao todo, o avião levava a bordo seis tripulantes e 27 passageiros, 10 de nacionalidade moçambicana, nove angolanos, cinco portugueses, um francês, um brasileiro e um chinês.

Os serviços de resgate de Moçambique, Namíbia, Botsuana e Angola montaram uma operação de busca que precisou ser suspensa ao anoitecer devido à chuva e à topografia do terreno.

A busca foi retomada nesta manhã e concluiu no começo da tarde, quando o avião foi encontrado completamente queimado em uma densa zona de floresta do parque nacional de Bwabwata.

Inicialmente, a companhia, que assegura desconhecer as causas do acidente, informou que o avião tinha aterrissado em uma cidade próxima a esta zona, apesar das autoridades da Namíbia desmentirem este fato.

A aeronave, um modelo Embraer 190 com capacidade para 90 passageiros, foi comprado pelas Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) para modernizar sua frota e substituir os antigos Boeing. EFE

Carregando...

Siga o Yahoo Notícias