Queda de bimotor: buscas por desaparecidos em Ubatuba (SP) têm lanchas e até helicóptero

·2 min de leitura
Copiloto José Porfírio Júnior publicou foto de dentro do avião nas redes sociais no mesmo dia da queda (Foto: Reprodução)
Copiloto José Porfírio Júnior publicou foto de dentro do avião nas redes sociais no mesmo dia da queda (Foto: Reprodução)
  • Buscas pelo avião bimotor que caiu em Ubatuba envolvem helicóptero e também lanchas

  • Destroços possivelmente da aeronave desaparecida foram encontrados no mar

  • Três passageiros estavam à bordo do avião que sumiu na noite de quarta-feira (24)

Corpo de Bombeiros, Marinha e Aeronáutica fazem buscas para encontrar o avião bimotor que caiu perto de Ubatuba, no litoral norte de São Paulo. O avião teria desaparecido na noite de quarta-feira (24), por volta das 21h.

O avião pertencia a José Porfírio de Brito Júnior, de 20 anos, o copiloto da aeronave. A mãe dele afirmou à TV Globo que estavam junto o piloto e mais um tripulante. O avião saiu de Campinas e o destino final seria o Aeroporto de Jacarapaguá, no Rio de Janeiro.

A última localização da aeronave foi em mar aberto em Ubatuba. Na madrugada de quinta (25), começaram as buscas. Um helicóptero deu início à varredura pelo local. Uma lancha também está sendo utilizada por bombeiros para ajudar nos trabalhos.

Pela manhã, foram encontrados destroços que, possivelmente, são da aeronave desaparecida. O local onde eles foram encontrados foi repassada para os órgãos que fazem a busca e os trabalhos continuam.

À TV Globo, a família do dono da aeronave contou que também alugou uma lancha para tentar encontrar o avião. “Chegamos em Paraty por volta das cinco da manhã. Acionamos todos os órgãos para fazerem as buscas. A gente ligou pra Capitania dos Portos e só iam começar as buscas agora pela manhã. Vamos alugar um barco e seguir aonde estão as coordenadas que nos falaram”, contou a mãe de José Porfírio de Brito Júnior.

A namorada dele, Thalya Viana, revelou que as informações iniciais foram desencontradas. “Estamos desde 21h tentando conseguir qualquer informação. A primeira informação que nós tivemos foi que o avião caiu, depois a informação era que caiu, mas que eles já tinham sido resgatados, depois a informação foi que não caiu, que eles fizeram um pouso forçado por perda de motor, e o pouso foi entre Ubatuba e Trindade, e que eles teriam sido resgatados. Só que eles não foram resgatados. A gente ligou para todos os hospitais próximos ao local, e ele não deu entrada — nós procuramos pelo nome, pelo CPF, tudo.”

Sem autorização para táxi aéreo

O avião não poderia fazer táxi aéreo e tinha autorização para realizar voos noturnos privados. Segundo informações do jornal Extra, a vistoria estava em dia.

A aeronave está desaparecida desde a noite e quarta-feira (24), por volta das 21h, segundo o Corpo de Bombeiros. O modelo PA-34-220T pertencia ao copiloto, identificado como José Porfírio de Brito Júnior, de 20 anos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos