Queda na demanda por smartphones faz Qualcomm piorar projeções

BENGALURU, Índia (Reuters) - A Qualcomm previu receita de quarto trimestre fiscal abaixo do esperado nesta quarta-feira, esperando condições econômicas difíceis e uma desaceleração na demanda por smartphones que pode afetar encomendas por seus chips.

Apesar disso, a companhia superou expectativas do mercado ao divulgar faturamento do terceiro trimestre fiscal, guiado por crescimento de 59% nas vendas de chips para celulares.

"A fraqueza que vemos no mercado consumidor pode ser minimizada por uma estratégia de diversificação da companhia e foco em celulares premium", disse o presidente-executivo da Qualcomm, o brasileiro Christiano Amon.

A empresa está buscando diversificar seus negócios para setores como veículos, mas os negócios voltados a smartphones seguem sendo mais da metade do faturamento da Qualcomm.

A companhia espera que as vendas de smartphone caiam 5% neste ano ante uma previsão anterior de leve crescimento, disse o vice-presidente financeiro, Akash Palkhiwala.

Outros fabricantes de chips, incluindo Micron e Texas Instruments também alertaram sobre redução na demanda por eletrônicos de consumo.

As vendas globais de smartphone devem cair 3,5% neste ano, segundo dados da empresa de pesquisa de mercado IDC.

A Qualcomm previu que a receita do atual trimestre ficará entre 11 bilhões e 11,8 bilhões de dólares, ante previsões de analistas de 11,87 bilhões, segundo dados da Refinitiv.

A empresa espera lucro por ação ajustado de entre 3 e 3,30 dólares por ação. Analistas, em média, esperavam ganho de 3,23 dólares por papel.

A receita ajustada para o trimestre somou 10,93 bilhões de dólares, ante previsão do mercado de 10,88 bilhões.

(Por Chavi Mehta)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos