Queiroga sobre ataque hacker contra ministério: “Culpado será exemplarmente punido”

·2 min de leitura
Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga
Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga (Photo by Andressa Anholete/Getty Images)
  • Sobre ataque hacker contra Ministério da Saúde, Marcelo Queiroga afirmou que “culpado será exemplarmente punido”

  • Ministro da Saúde disse também que governo está empenhado para que dados voltem a ficar disponíveis

  • Durante a madrugada, aplicativo ConecteSUS e página do ministério foram alvo de ataque hacker

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta sexta-feira (10) que o ataque hacker no sistema do Ministério da Saúde e no aplicativo ConecteSUS foi uma “atitude criminosa” e que o “culpado será exemplarmente punido”.

Em visita a Belo Horizonte (MG), Queiroga afirmou que o governo está empenhado para que os dados voltem a ficar disponíveis “no mais curto prazo possível”.

"Uma atitude criminosa, né, de um hacker, que está sendo investigada pela Polícia Federal, pelo Gabinete de Segurança Institucional. Hoje, o empenho total é para esses dados estarem disponíveis no mais curto prazo possível. Está sendo investigado, e assim que tiver alguém culpado será exemplarmente punido", disse.

O Ministério da Saúde anunciou que a Polícia Federal e o Gabinete de Segurança Institucional vão investigar a invasão.

O site do Ministério da Saúde saiu do ar na madrugada desta sexta-feira após um suposto ataque hacker.

Com isso, não é possível, por exemplo, emitir o comprovante de imunização contra a covid-19, disponível no aplicativo.

Ao tentar acessar o site, usuários encontraram um recado afirmando que os dados do sistema haviam sido copiados e excluídos e estavam nas mãos do grupo invasor.

De acordo com a pasta, “o Departamento de Informática do SUS (Datasus) está atuando com a máxima agilidade para o reestabelecimento das plataformas”.

O Ministério afirmou que foram atingidos os seguintes sistemas:

  • e-SUS Notifica

  • Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI)

  • ConecteSUS

  • funcionalidades como a emissão do Certificado Nacional de Vacinação Covid-19 e da Carteira Nacional de Vacinação Digital, que estão indisponíveis no momento.

Entenda como foi o ataque

Na página do Ministério da Saúde, invasores deixaram a seguinte mensagem: “Os dados internos dos sistemas foram copiados e excluídos. 50 TB de dados estão em nossas mãos. Nos contate caso queiram o retorno dos dados”.

Antes das 7h, a mensagem não era mais exibida nos sites, mas os dados continuam inacessíveis.

O Lapsus$ Group assumiu a autoria do ataque cibernético.

A invasão foi definida pelos próprios hackers como “ransomware”, quando o conteúdo é “sequestrado” e cobra-se um valor, em dinheiro ou bitcoin (moeda virtual), para a devolução do material.

“Este tipo de “vírus sequestrador” age codificando os dados do sistema operacional de forma com que o usuário não tenha mais acesso.

Passaporte da vacina

O Conecte SUS é o aplicativo responsável pela emissão do Certificado Nacional de Vacinação Covid-19, exigido para acessar locais públicos. O comprovante é exigido atualmente em 19 capitais do Brasil.

Na manhã desta sexta, usuários relataram que os comprovantes não estavam mais aparecendo no aplicativo. Alguns disseram que não conseguiam sequer entrar no aplicativo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos