Quem é Awkwafina, atriz de 'A despedida' que conquistou um Globo de Ouro

Com o Globo de ouro

O nome é difícil de pronunciar, mas não de esquecer: Awkwafina. Rapper de 31 anos, a americana saiu consagrada do Globo de Ouro ao receber um prêmio de melhor atriz em comédia pelo filme “A despedida”. Mas afinal, quem ela é, e de onde veio esse nome?

Nascida Nora Lum, Awkwafina escolheu seu nome artístico aos 15 anos  — mas originalmente, ela usava a grafia Aquafina, que nem a marca de água mineral. A mudança na forma de escrever veio a pedido de um produtor, para evitar processos.

 

Em entrevista ao site "Galore", a rapper explicou que a origem do nome veio mesmo por causa da água mineral — e que era só uma piada, sem nenhum sentido ou significado especial.

"Eu ficava imaginando em quem pensava nesses nomes de produtos esquisitos, em especial os de água. Foi algo que inventei com 16 anos e achava que era muito engraçado. Quando começaram a me chamar por esse nome, não acreditei, era tão bobo. Mas eu não ligo", contou.

Awkwafina ficou primeiro conhecida por uma música em que falava da própria vagina — "My vag", lançado em 2012, é uma resposta a "My penis", do rapper Mickey Avalon. No YouTube, o vídeo já soma quase 5 milhões de visualizações. Em 2014, veio o primeiro disco solo de Awkwafina, "Yellow Ranger".

 

Depois de atuar em uma comédia indie chamada "Dude", Awkwafina conseguiu um papel em "Oito mulheres e um segredo". A partir daí, ela esteve na comédia "Podres de ricos", como Goh Peik Lin, amiga de Rachel Chu (Constance Wu). Ela ainda participou da série "Future man", do Hulu, em 2017.

Diretora de "A despedida", Lulu Wang admitiu que Awkwafina estava longe de ser sua primeira escolha para o filme, que é baseado em sua própria experiência de vida. Ela só topou fazer um teste com a rapper depois de um de seus produtores insistir.

"Eu pensei, aquela rapper do Queens? Para me interpretar? Num filme dramático? Estamos fazendo o mesmo filme? Eu pensei que meu produtor estivesse me empurrando ela porque ela é uma influenciadora e tem muitos seguidores", confessou a diretora ao site "The wrap".

A resistência, no entanto, foi vencida após um encontro em pessoa com a rapper.

"Eu resisti no começo mas depois tomamos café e ela me disse que foi criada pela avó chinesa. Ela é metade coreana e sua mãe coreana morreu quando ela tinha quatro anos, então se conectou mais com o seu lado chinês por causa da avó", completou a diretora.