Quem é Diego Carlos, zagueiro do Sevilla na mira de Liverpool e Barcelona

O início de temporada do Sevilla ficou marcado por uma revolução no elenco e a contratação que mais trouxe resultados dentro de campo e, consequentemente, que mais se valorizou foi Diego Carlos. O zagueiro não precisou de muito tempo para se adaptar e se tornar uma das grandes revelações do futebol espanhol na temporada.

O sucesso repentino do brasileiro de 27 anos despertou o interesse de gigantes da Europa. Na Inglaterra, o Daily Express garante que o Liverpool está de olho no jogador que foi colocado como uma das prioridades para formar dupla com Virgil van Dijk na defesa. A Goal apurou que outro clube do Big Six também está de olho no jogador.

Já o jornal catalão Sport assegura que o Barcelona mira tanto Diego Carlos quando o outro zagueiro da equipe, Jules Koundé. A dupla poderia entra em uma negociação que poderia sacramentar a volta de Ivan Rakitic ao Sánchez-Pizjuán.

A saída do brasileiro, porém, pode não ser das mais fáceis. Com contrato até 2024, Diego tem multa recisória de 75 milhões de euros (R$ 426 milhões). Mas, em entrevista ao Muchodeporte, o zagueiro afirmou que pode deixar o clube: "O Sevilla é um grande clube e se eu sair, será apenas para um clube muito maior".

Mas quem é Diego Carlos?

Diego Carlos Real Madrid Sevilla LaLiga 18012020

Diego Carlos nasceu em Barra Bonita, interior de São Paulo, no dia 15 de março de 1993. Antes do futebol, ele chegou a trabalhar em uma fábrica na qual lixava, pintava e embalava gabinetes para armários.

Na quarta divisão do futebol paulista, atuando pelo Desportivo Brasil, ele chamou atenção do São Paulo. O sucesso na base Tricolor foi imediato. Em um ano, ele já estava atuando no Paulista Sub-20 e na Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Promovido ao time principal em 2013, Diego Carlos subiu junto com Lucão e Lucas Evangelista. O problema é que o elenco profissional tinha sete zagueiros. Ele não teve muito espaço, mas chegou a ficar no banco de reservas contra a Portuguesa e foi relacionado contra o Vasco pelo Brasileiro.

A saída do São Paulo representou uma mudança na carreira do zagueiro. Ele foi para o Estoril, de Portugal. Como ainda não tinha muita experiência, foi emprestado para o Porto B, evoluiu e, quando voltou para o Estoril, sua carreira deu um salto.

Chamou atenção do Nantes, da França, onde rapidamente se tornou titular absoluto. Ficou no clube entre 2016 e 2019, qunado saiu para se juntar ao Sevilla. No Sánchez-Pizjuán, ganhou o apelido de "Muro" pela torcida e é um dos observados de Tite para futuras convocações da seleção brasileira.