Quem é Gabriel Araújo, nadador que ganhou duas medalhas em sua primeira Paralimpíada

·1 minuto de leitura

Gabrielzinho, como é conhecido, já tinha chamado atenção na última quarta-feira, quando se tornou o primeiro brasileiro a conquistar uma medalha nos Jogos Paralímpicos de 2020. O mineiro, de 19 anos, foi prata no 100m costas da classe S2 (para atletas com deficiências físicas de alto grau), ao encerrar a prova em 2min2s47.

Neste domingo, repetiu o feito, mas, desta vez, subiu no ponto mais alto do pódio. O nadador levou o ouro nos 200 livre, em grande margem de distância para os rivais.

Com 4m6s52, chegou bem antes do chileno Alberto Abarza, que fez 4m14s17 e ficou com a prata, e do russo Vladimir Danilenko, que conquistou o bronze com 4m22s63.

A vitória dupla trouxe alegrias para diversos pontos de Minas: Santa Luzia, cidade em que o jovem nasceu; Corinto, onde foi criado, e Juiz de Fora, em que realiza a rotina de treinos.

Diagnosticado com focomelia, doença congênita que impossibilita o desenvolvimento de braços e pernas por inteiro, Gabriel se iniciou no esporte a convite de um professor de Educação Física, em 2015.

Torcedor assíduo do Cruzeiro, aos 17 anos, chamou atenção, quando arrematou quatro medalhas no Parapan-Americanos de Lima, em 2019: conquistou bronze nos 50m costas e 50m borboleta; nos 50m e 100m livres foi ouro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos