Quem é Magdalena Andersson, primeira mulher à frente do governo da Suécia?

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Enfim o país que há décadas é um dos maiores líderes globais em igualdade de gênero será governado por uma mulher: a social-democrata Magdalena Andersson, uma economista de 54 anos que desde 2014 ocupava o cargo de ministra das Finanças, tornou-se nesta quarta-feira (24) a primeira chefe de governo da história da Suécia.

Por Claudia Wallin, correspondente da RFI em Estocolmo

A nomeação de Magdalena Andersson para o cargo de primeira-ministra foi aprovada em sessão solene no Parlamento sueco, após uma delicada rodada de negociações da social-democrata com os partidos da base de apoio governista. Ela substitui o ex-premiê Stefan Lofven, que há dois meses anunciou sua intenção de renunciar após sete anos no poder. A nova primeira-ministra comandará agora um governo de transição até as eleições gerais de setembro do próximo ano.

A notória presença feminina no poder político da Suécia se faz agora ainda mais dominante. Com a ascensão de Magdalena Andersson à liderança do Partido Social-Democrata, cinco dos oito partidos políticos representados no Parlamento sueco são hoje liderados por mulheres. Apenas dois são comandados por homens (o conservador Moderado e o Democratas da Suécia, de extrema-direita), enquanto o Partido Verde sempre exerce uma liderança conjunta que é dividida entre um homem e uma mulher.

As mulheres também representam 47,5% dos deputados do Parlamento, 54,5% dos ministros de governo e cerca de 43% dos vereadores municipais do país. Por outro lado, apenas um terço das prefeituras é comandado por mulheres.

"Trator"

Desafios


Leia mais

Leia também:
Parlamentares francesas criam #MeeToo da política contra violência sexual e de gênero em partidos
Mulheres deixam de ser maioria no Parlamento da Islândia após recontagem de votos
"Política na Suíça não é showbiz”, diz deputada estadual brasileira no país

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos