Quem é o analista do Flamengo que detonou Ceni em áudio vazado

·1 minuto de leitura

Autor do áudio publicado pelo Ge com críticas pesadas sobre o técnico Rogério Ceni, o analista Roberto Drummon, funcionário do clube desde 2017, é uma figura de pouca relevância no contexto atual do departamento de futebol.

O vazamento foi visto no clube como "fogo amigo" para derrubar o treinador, que já não tem clima com jogadores e diretoria e é forçado a deixar o cargo.

Neto do Roberto Drummond, diretor da base do Flamengo no passado, o analista de mercado é ligado ao médico Márcio Tannure, hoje gerente de saúde.

Segundo pessoas que conhecem as entranhas do Ninho do Urubu, nunca teve função.

Inicialmente, cuidava do Centro de Excelência em Performance, quando era conhecido como "fitinha", pois era responsável por amarrar a fita de monitoramento cardíaco para os jogadores fazerem os testes físicos, e por isso alvo de brincadeiras.

Recentemente, durante as últimas reformulações no futebol, Roberto teve o nome na lista de possíveis demitidos, mas por ser bem relacionado acabou permanecendo.

No fim de 2019, conseguiu vaga no voo que levou o Flamengo para o Mundial de Clubes na cota dos jogadores, em que era necessário pagar para ir ao Qatar.

Em 2020, o funcionário passou a ser parte do Centro de Inteligência e Mercado, chefiado pelo ex-jogador Fabinho. Lá, se juntou a outros analistas, inclusive um indicado por Ceni.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos