Quem é a premiê da Finlândia que anunciou apoio à entrada do país na Otan

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Em um aceno que aproximou a Finlândia de entrar na Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), na quinta-feira (12) a primeira-ministra do país, Sanna Marin, anunciou ao lado do presidente Sauli Niinisto o apoio a adesão ao bloco. O anúncio ocorre após a Rússia dizer nas últimas semanas que a Otan avança em direção a territórios mais próximos às suas fronteiras em decorrência da guerra na Ucrânia.

Embora o gesto tenha causado grande repercussão internacional, essa não foi a primeira vez Marin se envolveu em assuntos que a colocaram no centro das atenções.

Em dezembro do ano passado, ela foi flagrada por uma revista em uma boate após ter contato com uma pessoa com diagnóstico confirmado para a Covid-19. Depois do ocorrido, ela precisou vir a público para pedir desculpas quanto à sua conduta. À época, a premiê estava em isolamento depois que o ministro de Relações Exteriores testou positivo para a doença causada pelo coronavírus.

No pronunciamento que fez a respeito do caso, Marin disse que "agiu errado" e "deveria ter considerado a situação com mais cuidado". "Eu deveria ter usado um julgamento melhor no sábado à noite. Eu realmente sinto muito por não ter entendido como fazer isso", afirmou a primeira-ministra em entrevista para a emissora pública Yle.

Fã de rock, a premiê de 36 anos apareceu publicamente no mês passado usando uma jaqueta de couro para conhecer a primeira-ministra da Suécia, Magdalena Andersson.

O encontro foi registrado pela própria premiê em uma publicação no Instagram, na qual ela aparece caminhando ao lado de Andersson, que usa um casaco azul.

Segundo um estudo feito pela empresa de serviços financeiros Klarna para o portal Pledge Times, a roupa escolhida por Marin fez as vendas de jaquetas de couro tradicionais subirem 179% em comparação com o mês anterior. Os modelos utilizados por motoqueiros também tiveram alta de 98%.

Conhecida por ter se tornado a primeira-ministra mais jovem do mundo ao tomar posse, aos 34 anos, Marin é fã declarada de rock. Ao chegar ao cargo, em 2019, o guitarrista da banda Rage Against The Machine, Tom Morello, comentou a vitória de premiê nas redes sociais. Na publicação, o músico afirmou que a prioridade de Marin seria "enfrentar o desastre climático iminente".

Em 2020, a primeira-ministra finlandesa foi alvo de críticas sexistas por usar um blazer considerado exageradamente decotado.

Tudo começou com um post no perfil do Instagram da revista de moda Trendi, que publicou em 9 de outubro uma foto de Marin no jardim de sua residência. Na imagem, a premiê aparece usando a peça de roupa com as mãos cruzadas e um sorriso discreto.

A publicação foi suficiente para que Marin fosse acusada de deixar de lado suas funções para "brincar de modelo", em plena crise de Covid-19.

No texto que veio acompanhado junto à foto, a premiê lamentou que as escolhas pessoais das mulheres sejam sempre assunto de "debates e análises". Ela também falou da obsessão da sociedade em torno da aparência física das mulheres e afirmou que ela tenta mudar o menos possível seu visual para que isso não atraia a atenção da opinião pública.

Essa polêmica ocorreu apenas alguns dias depois que a dirigente tomou outra atitude que deu o que falar. Ela transferiu simbolicamente por um dia a chefia do Executivo à adolescente Aava Murto, de 16 anos.

A iniciativa encampada pelo governo da Finlândia faz parte da campanha mundial "Girls Takeover", da ONG Plan Internacional, que visa sensibilizar as jovens para o universo digital e as oportunidades de trabalho nas indústrias de alta tecnologia.

Meses antes, Marin também deu uma entrevista à revista Vogue, na qual disse que o preconceito a acompanha o tempo inteiro. "Em todas as posições que eu estive, meu gênero sempre foi o ponto de partida — já que sou uma mulher jovem", contou.

"Eu só quero ser verdadeira e ser eu mesma. É muito mais fácil", completou a premiê, que já postou fotos amamentando e receitas de molho nos stories do seu perfil do Instagram.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos