Salem Al-Dawsari: quem é o camisa 10 da Arábia Saudita e carrasco da Argentina

LUSAIL, CATAR - 22 de novembro: Salem Al-Dawsari, da Arábia Saudita, comemora após vitória contra a Argentina por 2 a 1 na Copa do Mundo do Catar (Foto: Hector Vivas - FIFA/FIFA via Getty Images)
LUSAIL, CATAR - 22 de novembro: Salem Al-Dawsari, da Arábia Saudita, comemora após vitória contra a Argentina por 2 a 1 na Copa do Mundo do Catar (Foto: Hector Vivas - FIFA/FIFA via Getty Images)

A derrota da Argentina para a Arábia Saudita por 2 a 1 teve Salem Al-Dawsari como destaque. O camisa 10 ditou o ritmo da vitória e ainda marcou o golaço que sacramentou a vitória dos sauditas. Aos 31 anos, ele é considerado um dos melhores jogadores do continente, já fez gol no Flamengo e ganhou elogios de Neymar.

Leia também:

Jogou a vida toda no mesmo time...

Al-Dawsari é o principal jogador do time saudita Al-Hilal. O jogador iniciou sua trajetória nas categorias de base da equipe e, desde então, já disputou 309 jogos e marcou 71 gols pelo mesmo time. Já são 5 títulos nacionais consecutivos e duas vitórias da Liga dos Campeões da Ásia, nas temporadas 18/19 e 20/21.

... Exceto por uma partida no Athletic Bilbao

O meia-atacante fez parte de uma parceria entre a liga da Arábia Saudita e a La Liga, da Espanha, para um intercâmbio de jovens jogadores. Ele se transferiu para o Athletic Bilbao, onde ficou por poucos meses e fez apenas um jogo.

Já fez gol no Flamengo

Na semfinal do Mundial de Clubes de 2019, o Flamengo ganhou do Al-Hilal por 3 a 1. Adivinha quem fez o gol de consolação da equipe saudita? O próprio Al-Dawsari — foi o primeiro gol do jogo, inclusive. Depois, Arrascaeta e Bruno Henrique sacramentaram a vitória do time brasileiro.

Salem Al-Dawsari, do Al-Hilal, pula por cima de Gerson durante semifinal do Mundial de Clubes de 2019. O time brasileiro venceu a partida por 3 a 1 (Foto: MB Media/Getty Images)
Salem Al-Dawsari, do Al-Hilal, pula por cima de Gerson durante semifinal do Mundial de Clubes de 2019. O time brasileiro venceu a partida por 3 a 1 (Foto: MB Media/Getty Images)

Os times podem voltar a se enfrentar no Mundial de 2023, mas a Fifa ainda não definiu os termos de disputa. O Hilal está nas oitavas de Final da Liga dos Campeões da Ásia e vai enfrentar o Al-Ahli, dos Emirados Árabes, em fevereiro do ano que vem.

Elogiado pelo ídolo Neymar

O meia-atacante já declarou que tem em Neymar uma de suas principais inspirações — e foi elogiado pelo craque brasileiro. Em 2018, o Brasil ganhou de 2 a 0 da Arábia Saudita em amistoso. Após a partida, o camisa 10 da amarelinha disse que gostou do futebol apresentado por Al-Dawsari. O técnico Tite também falou bem dele.

"É um jogador especial e tem grande confiança em suas habilidades e aptidões. Chamou minha atenção no jogo", falou na ocasião.

Al-Hilal dificulta saída do ídolo

O camisa 10 da Arábia Saudita já recebeu diversas sondagens de times europeus. Após ser considerado o melhor jogador asiático em 2021, seu nome foi especulado nos espanhóis Villareal e Almería. Acontece que o Al-Hilal é um dos times sauditas mais ricos e sempre dificulta a saída de seu craque.

Em dezembro de 2021, ele renovou seu contrato com a equipe por mais 4 temporadas, com cifras especuladas de US$ 3,5 milhões por temporada.

Próximos jogos da Arábia Saudita na Copa do Mundo do Catar:

  • Polônia X Arábia Saudita - 26 de novembro (sábado), às 10h

  • Arábia Saudita X México - 30 de novembro (quarta-feira), às 16h