#QuemEstavaNaCasa58 é a dúvida da internet

Movimentação no condomí­nio onde reside o presidente Jair Bolsonaro no Rio de Janeiro (RJ). (Foto: José Lucena/Futura Press)

Nesta terça-feira (29), o Jornal Nacional, da TV Globo, publicou reportagem que faz menção ao nome do presidente Jair Bolsonaro (PSL) na investigação do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e seu motorista, Anderson Gomes, em março de 2018.

Segundo o Jornal Nacional, o depoimento de um porteiro do condomínio onde Bolsonaro tem casa na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro, indicaria que um dos acusados pelo assassinato teria chegado ao local e dito que iria à casa 58, do então deputado.

Leia mais sobre o caso Marielle:

O porteiro disse no depoimento, no entanto, que acompanhou por câmeras a movimentação do carro no condomínio e que Élcio se dirigiu à casa 66, onde mora Lessa.

Ele teria ligado novamente para a casa 58; segundo ele, quem atendeu disse que sabia para onde Élcio estava se dirigindo.

Bolsonaro, contudo, estava em Brasília nesse dia. Ele nega ter qualquer relação com o crime.

O assunto movimentou as redes sociais assim que veio à tona. A hashtag #QuemEstavaNaCasa58, em alusão ao episódio, entrou nos trending topics (assuntos mais comentados do Twitter) no Brasil e no mundo.

da FolhaPress