Quem pode surpreender os grandes no Carioca?

O jogo entre Flamengo e Audax, antecipado da quinta rodada, abre hoje o Campeonato Carioca de 2023. Se a competição costuma ser dominada pelos quatro grandes, também é tradição um dos clubes de menor investimento surpreender e aprontar.

Neste ano, em especial, parece bem aberta a disputa pelo posto de quinta força do Rio.

O Volta Redonda costumava ser um favorito a esta posição, mas fez péssima campanha no ano passado — acabou rebaixado, mas conquistou o acesso na mesma temporada — e agora precisa provar que pode voltar a incomodar os grandes, especialmente no Raulino de Oliveira.

No ano passado, Nova Iguaçu, Portuguesa e Resende duelaram pela quinta colocação, com o clube da Baixada levando vantagem. A Lusinha, porém, teve muito destaque em 2022 na Copa do Brasil, eliminando CRB e Sampaio Corrêa, e quase conseguiu o acesso para a Série D, quando caiu nas quartas de final. O Resende venceu a Taça Rio, torneio que reúne quem termina do 5º ao 8º lugares.

Os quatro primeiros avançam às semifinais, para brigar pelo título. Em 2021, Portuguesa e Volta Redonda conseguiram deixar Vasco e Botafogo pelo caminho e terminaram em terceiro e quarto lugares, respectivamente. Quem sabe o que 2023 pode reservar?

Raio-x dos clubes de menor investimento

Bangu

Com a missão de não repetir os erros de 2022, quando terminou o Carioca em penúltimo, o Bangu reformulou o elenco comandado pelo técnico Felipe. O campeão carioca de 1933 e 1966 investiu em atletas jovens com passagens por clubes da Série A do Brasileiro para alcançar suas metas. Os destaques são o volante Renê Júnior, que já jogou por Corinthians, Santos, Chapecoense e Coritiba, o atacante Caio Monteiro, revelado pelo Vasco, e Calazans e Gabryel Martins, que são crias do Fluminense.

Boavista

O Boavista começou sua preparação para o Carioca de 2023 ainda no fim de novembro do ano passado. Sob o comando do ex-jogador Leandrão, o time tem reforçado o trabalho na parte física dos atletas e realizou dois amistosos contra equipes que irá enfrentar no campeonato: venceu o Volta Redonda por 2 a 1 e empatou em 1 a 1 com um elenco alternativo do Flamengo, comandado por Mario Jorge, técnico do sub-20. O time de Saquarema conta o reforço do atacante Matheus Alessandro, que tem passagens por Fluminense, Ponte Preta e Alashkert, da Armênia. Outra aposta é Marquinhos, criado na base.

Madureira

Após um Campeonato Carioca decepcionante em 2022, o Madureira vem com caras novas, a começar pelo treinador: Felipe Arantes, de 48 anos, que no ano passado esteve à frente da equipe sub-20, é o novo técnico do elenco profissional. Os principais reforços são o meia Patrick Vieira, ex-Palmeiras, o volante Bruno Cosendey, ex-Vasco, e o atacante Luiz Paulo, ex-Aparecidense-GO, que volta ao tricolor suburbano após boa passagem em 2021. Entre as perdas, as mais sentidas são as dos atacantes Yago Catatau e Pipico.

Portuguesa

A Portuguesa chega ao Carioca de 2023 com um objetivo: ganhar a posição de quinta força do futebol do Rio de Janeiro na atualidade. O time será comandado pelo técnico Felipe Surian, que dirigiu o time em parte da campanha na Série D do ano passado, quando a Lusinha quase conquistou o acesso. Entre os destaques, renovou o contrato dos atacantes Emerson Carioca e Cafu, além de acertar as contratações do lateral-esquerdo Yuri, do Botafogo, do volante Fernandes, que também defendeu o alvinegro, e do meia Vinicius Kiss, ex-Coritiba. Eles chegam para compor o elenco e brigar pela titularidade.

Nova Iguaçu

O Nova Iguaçu teve seu plantel renovado para o Carioca de 2023. Quinto colocado no ano passado, o clube da Baixada Fluminense contratou 12 jogadores para disputar a competição. Sob comando do técnico Carlos Vitor, o destaque da equipe é o centroavante Nathan Palafoz, que veio por empréstimo do Corinthians e estava no Avaí em 2022. O meia Paulo Henrique, de 39 anos também é visto como uma aposta por sua experiência e está prestes a realizar o jogo de número 200 com a camisa laranja.

Resende

Campeão da Taça Rio em 2022, o Resende chega para o Carioca querendo melhorar ainda mais as suas campanhas em relação aos anos anteriores. Para isso, foi ao mercado e trouxe nomes como o zagueiro Hiago Cena, que veio do Joinville, e o atacante Léo Itaperuna, que passou pelo Fluminense. O atacante Igor Bolt deve ser um dos destaques da equipe. O argentino Emanuel Biancucchi, que defendeu o Resende em 2022, retornou ao futebol paraguaio. O técnico Sandro Sargentim terá a responsabilidade de fazer a equipe ser competitiva no Estadual.

Volta Redonda

O time do técnico Rogério Corrêa tentará não passar pelo mesmo susto que teve em 2022: acabou rebaixado, mas foi campeão da Série B no mesmo ano e disputará a elite do futebol carioca mais uma vez. O clube renovou com o volante Bruno Barra. O Voltaço também contratou inúmeros reforços, com destaque para o atacante Abner Vinícius, emprestado pelo Fluminense, o meia Júlio César, do Atlético-MG, e o atacante Pedrinho, revelado pela Ponte Preta e que estava no futebol do Chipre.

Audax

Comandado pelo treinador Júnior Lopes, que já trabalhou com Vanderlei Luxemburgo e Mano Menezes e foi auxiliar de clubes como Botafogo, Fluminense e Flamengo, o Audax iniciou sua preparação para o Campeonato Carioca ainda no final de novembro do ano passado.

A equipe de Angra dos Reis, que no ano passado ficou na oitava colocação, tem como destaque o goleiro Murilo Prates, com passagens por Portuguesa e Rio Claro, ambos de São Paulo, e o meia Emerson Urso, que jogou no Vasco e Corinthians, e vai para seu segundo ano no clube.