'Quem tem opinião diferente é atacado por quem fala em democracia', diz Neymar

***FOTO DE ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF, 13-06-2021 - O jogador Neymar, do PSG e da seleção brasileira. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***FOTO DE ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF, 13-06-2021 - O jogador Neymar, do PSG e da seleção brasileira. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após cantar o jingle da campanha e demonstrar apoio ao atual presidente, Jair Bolsonaro, o jogador Neymar, 30, teve de lidar com fãs que gostaram do que ele disse, mas também com aqueles que não aprovaram seu posicionamento.

Pelas redes sociais, na manhã desta sexta-feira (30), o atleta questionou quem o critica. "Falam em democracia e um montão de coisa, mas quando alguém tem uma opinião diferente é atacado pelas próprias pessoas que falam em democracia. Vai entender", escreveu.

Nesta quinta (29), o camisa 10 da seleção brasileira apareceu cantando um jingle da campanha de reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL) e viralizou). Nas imagens, é possível ver o jogador dublando a frase: "Vota, vota e confirma, 22 é Bolsonaro".

Sentado em uma cadeira, ele também fez uma coreografia com as mãos, mostrando dois dedos em cada uma delas, indicando o número do candidato. O vídeo foi postado na conta oficial do jogador no Tiktok e compartilhado por perfis bolsonaristas.

Entre os que publicaram o vídeo estão o senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente. "Agora o hexa vem! Seguraaaaaaaaaaaaaaa", escreveu. Já Fabio Wajngarten, ex-chefe da Secretaria Especial de Comunicação Social do Governo Federal, comemorou: "Está dado o recado. Muito obrigado, Neymar, 22 neles!!!"

O vídeo vem à tona apenas um dia após o atacante mandar um recado carinhoso ao presidente, na manhã da quarta-feira (28), após o político, a primeira-dama, Michelle, e o candidato a governador de São Paulo Tarcísio de Freitas fazerem uma visita à sede do Instituto Neymar.