Quer comprar um terreno no metaverso? O mais barato custa R$ 60 mil

·1 min de leitura
Foto: Getty Images.
Foto: Getty Images.
  • R$ 60 mil é o valor mais barato por um pedaço de terra nos dois metaversos mais populares;

  • No Decentraland, o menor terreno concentra uma área de 16 metros quadrados, enquanto no The Sandbox o menor espaço abarca 96 metros quadrados;

  • Grandes companhias como a Adidas e a Samsung já estão fazendo parcerias com os dois metaversos mais famosos.

Atualmente, metaverso é um conceito popular que gera curiosidade e muito interesse. O efeito dessa busca pelos universos da realidade virtual tem sido uma grande inflação nos preços dos terrenos nas plataformas: R$ 60 mil é o valor mais barato de um “pedaço de terra”.

O preço referido está associado aos dois metaversos mais populares no mundo atualmente: o Decentraland e o The Sandbox. 

Leia também:

Nesses ambientes, os terrenos virtuais, conhecidos pelo termo em inglês “land”, são vendidos, no mínimo, por entre 3,46 e 3,7 ETH, algo próximo a US$ 11,1 mil e US$ 11,85 mil, respectivamente.

No Decentraland, os menores terrenos concentram a área de 16 metros quadrados, enquanto no The Sandbox, o menor espaço equivale a 96 metros quadrados.

Segundo informações da revista Fortune, em março de 2021 era possível conseguir terrenos nas duas plataformas por menos de US$ 1 mil, o equivalente a R$ 5,6 mil.

Contudo, a popularização dos metaversos trouxe o investimento de diversas marcas para o setor. Por exemplo, empresas como Adidas e Atari já compraram suas porções de terra no The Sandbox. A Samsung também já anunciou parceria com o Decentraland.

A grande procura por NFTs nas duas plataformas fizeram os preços explodirem. Recentemente, no Decentraland, um terreno foi vendido por mais de R$ 23 milhões, enquanto no The Sandbox um navio foi arrematado por mais de R$ 4 milhões.

As informações são da Exame.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos