"Querem nos calar": brasileiros com dupla nacionalidade denunciam 'boicote' nas eleições do Líbano

Os brasileiros com nacionalidade libanesa que se cadastraram para votar nas eleições legislativas do Líbano, previstas para 15 de maio, poderão fazê-lo por antecipação neste domingo (8), nos consulados de Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro. No entanto, alguns eleitores expatriados denunciam uma manobra do sistema libanês para excluir, ou pelo menos dificultar e restringir, o voto de cidadãos libaneses que moram no estrangeiro.

"Se não houvesse uma pressão mundial, essas eleições [legislativas do Líbano] nem aconteceriam", denuncia o advogado libanês Roger Bassil, 69, presidente da Federação das Entidades Líbano-Brasileiras, que mora no Brasil há quase 50 anos. A indignação tem como pano de fundo as eleições legislativas históricas nesse antigo país do Cedro, as primeiras desde as fortes manifestações e protestos de 2019, da dupla explosão no porto de Beirute, da pandemia de Covid-19 e do caos político-social e financeiro que se seguiu à tragédia.

Além dos eleitores libaneses no Brasil, também votam neste domingo (8) todos os expatriados libaneses ao redor do planeta, menos aqueles situados nos países do Golfo, que votaram na sexta-feira (6), com exceção de Dubai, que acompanha também neste domingo o movimento eleitoral dos libaneses.

Clique no vídeo abaixo para saber como votar:


Leia mais

Leia também:
Líbano ordena demolição de silos em área de explosão no porto de Beirute
Líbano: dois anos após a explosão popular, protesto perde fôlego na rua
39 libaneses aproveitam escala de voo na Espanha para pedir asilo

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos