"Quero ficar entre os 7 melhores do mundo", diz Ymanitu Silva após ser vice-campeão em Roland Garros

Maior expoente do tênis em cadeiras de rodas do Brasil, o catarinense Ymanitu Silva conseguiu uma de suas maiores proezas na carreira durante esta semana, em Roland Garros. Ele foi vice-campeão do torneio de duplas, resultado que o motiva ainda mais a atingir a meta de ficar entre os sete melhores do mundo até o final da temporada.

Elcio Ramalho, de Roland Garros

Atualmente, Ymanitu é o 11° do ranking, o que lhe garante convites para participar de torneios importantes como o do Grand Slam francês. “A minha técnica mostrou que estou evoluindo e conseguindo jogar em alto nível”, justifica o tenista que treina em Itajaí.

Pela primeira vez o torneio de Roland Garros dividiu o torneio para os cadeirantes em duas categorias, open e quad. A diferença é que na quad os atletas têm menos mobilidade nos membros superiores. É o caso de Ymanitu, que sofreu um acidente de carro, ficou paraplégico e recuperou lentamente os movimentos do braço, mas ficou com o tronco comprometido. O catarinense elogiou a decisão do torneio de separar as duas categorias.

“A categoria quad sempre teve uma chave pequena, de apenas quatro jogadores, com os três melhores do ranking e um convidado. Como o nível do quad aumentou muito e a qualidade dos jogadores também, os Grand Slams decidiram criar a categoria, pois hoje podem oferecer bons jogos ao público, e é isso que importa”, explica.

Mais torneios no circuito

Ele tem apoio de empresas privadas e do programa Bolsa Atleta, uma situação que ele mesmo considera privilegiada. Isso o ajuda a disputar mais torneios. De Paris, Ymanitu vai viajar quatro semanas pela Europa, onde vai disputar dois torneios no interior da França e outros dois na Espanha.


Leia mais

Leia também:
Roland Garros: Ymanitu Silva é vice-campeão em duplas de cadeira de rodas
"Realizei um sonho de criança”, diz tenista brasileiro de cadeira de rodas em Roland Garros

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos