Questionado sobre “reconciliação”, Lula diz que Brasil precisa "apenas de um governo"

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
MADRID, SPAIN - NOVEMBER 18: The former president of Brazil Luiz Inazio Lula da Silva participates in the Seminar 'Multilateral cooperation and regional recovery post-Covid19', at Casa America, on 18 November, 2021 in Madrid, Spain. The event, organized by Common Action Forum and Casa de America, aims to address multilateral cooperation and regional recovery after the coronavirus pandemic through debates and presentations with experts and authorities familiar with these issues. (Photo By Jesus Hellin/Europa Press via Getty Images)
Ex-presidente Lula está na Europa desde o dia 13 e, agora, está em Madri (Foto: Jesus Hellin/Europa Press via Getty Images)
  • Ex-presidente Lula descartou "conciliação nacional" e afirmou que Brasil precisa de um governo

  • Petista está em viagem pela Europa e, agora, chegou em Madri

  • Embarcando de volta para o Brasil, Bolsonaro rejeitou ocmparações entre viagem dele e de Lula

O ex-presidente Lula (PT) negou que o Brasil precise de uma reconciliação nacional. Para o petista, o tema principal é encontrar alguém que “governe o Brasil para 213 milhões de pessoas”.

Na chegada à Espanha, Lula foi questionado por jornalistas sobre a temática do ódio e a necessidade de acabar com o clima de polarização. Essa, no entanto, não é a prioridade na visão do ex-presidente.

“No Brasil, nós não estamos discutindo reconciliação. Nós estamos discutindo alguém que governe o Brasil para 213 milhões de brasileiros, alguém que respeite os direitos das pessoas, alguém que respeite o emprego, alguém que respeite o trabalhador”, disse Lula. “O Brasil só está precisando de um governo.”

O vídeo da resposta foi divulgado pelo próprio petista nas redes sociais. Desde o dia 13, Lula está em viagem para a Europa e já passou por Alemanha, Bélgica, França e, agora, está na Espanha. Em diversas situações e discursos, Lula fez críticas ao governo brasileiro, ao novo Auxílio Brasil e ao fim do Bolsa Família e outros temas.

Bolsonaro rejeitou comparações com Lula

Antes de embarcar de volta ao Brasil, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) reclamou das comparações feitas entre as viagens dele e do ex-presidente Lula, possivelmente adversário de Bolsonaro na eleição presidencial de 2022.

“Eu vi na Globo News: ‘Bolsonaro decepciona, Lula é um sucesso’. Ah, pelo amor de Deus”, declarou Bolsonaro.

O presidente passou seis dias em três países do Oriente Médio: Bahrein, Catar e Emirados Árabes. Bolsonaro participou da Expo 2020, em Dubai, inaugurou a embaixada brasileira no Bahrein e se reuniu com líderes locais.

Na última quarta-feira (17), Bolsonaro já havia comentado a viagem de Lula. O presidente afirmou que o petista teria de “andar pelo Brasil”. Bolsonaro celebrou sua própria viagem, classificada por ele mesmo como “excelente”, com “conversas excepcionais”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos