Réveillon do Piscinão de Ramos tem expectativa em alta, disputa por hospedagem e até camelô multifunção

Dois prédios de frente para a orla com vagas quase esgotadas para o Réveillon. Quem pensa que isso é um hotel de luxo em Copacabana está muito enganado: o endereço em questão é a Avenida Guanabara, em Ramos, em frente ao Piscinão. Leila Sandrea, conhecida como Loira, é a proprietária dos imóveis e espera os hóspedes — que alugam os quartos para a noite da virada — do Rio e de outros estados.

Réveillon 2023 no Rio: tudo sobre a festa de ano novo em Copacabana e pela cidade

Veja como será a coleta de lixo na cidade do Rio no réveillon

— Além do pessoal de São Paulo, hoje eu recebo uma família da Paraíba. Eles estão vindo para a virada e passarão um mês — explica Loira. Com três andares por imóvel, cada pavimento tem um quarto com número de camas que varia e pode chegar a tem sendo cada andar um cômodo com uma quantidade de camas que pode chegar a doze. — Cobro 50 reais por pessoa e só tenho seis vagas para oferecer. Os clientes gostam daqui porque têm segurança, ficam à vontade, e ainda tem o "fervo" na areia — conclui a proprietária, que oferece cômodos com ar condicionado, freezer, cozinha e wi-fi.

O palco, montado na orla do Piscinão, receberá shows de Juninho Thybau, Delacruz, Maneirinho, L1 Rapper e a bateria da Imperatriz, escola de samba do bairro, além de um DJ, de acordo com a RioTur. A empresa também informa que o local não terá queima de fogos oficiais: a Penha é o bairro mais próximo com a atração.

Polícias do Rio são contra câmeras nos uniformes de agentes do Bope e da Core

Na areia, a ideia de muitos é aproveitar o dia de sol, no dia 31, e já permanecer por lá até o ano que vem. Claudia Ferreira é cuidadora de idosos e aproveitou a manhã de sol desta quarta-feira, em que estava de folga, para levar a criançada para o Piscinão.

— Eu moro em Piabetá (em Magé), lá estava chovendo. Aproveitei e trouxe o meu filho e os amigos dele para cá. Acho que venho no Réveillon, sozinha ou com alguma amiga, uma ótima maneira de começar o ano. Se eu chegar cedo, consigo até colocar minha cadeira dentro d'água, depois ficar pro show: trarei meu vinho — explicou Claudia, que já ensaiava como fará no sábado, com seu cooler e guarda-sóis coloridos.

Réveillon do Copa com ingressos a R$ 4,5 mil esgota. Veja outras opções de onde curtir a virada

A cuidadora de idosos morou em Ramos há 20 anos e não perdeu o hábito de frequentá-lo. Mas isso só pôde voltar a acontecer na última semana, quando a água retornou para o Piscinão, já que o local passou por manutenção nos últimos quatro meses e precisou ser esvaziado. Desde o último sábado, segundo a Rio-Águas, a água voltou a ser bombeada para a região e o Piscinão de Ramos estará totalmente cheio até sexta-feira (dia 30). "São 30 milhões de litros de água, captados da Baía de Guanabara e tratados na Estação de Tratamento de Água de Ramos", informa a fundação.

As amendoeiras da orla e o contraste com a Linha Vermelha, que tem os aviões do Galeão decolando como pano de fundo, contrastam com os últimos ajustes. Além da finalização da montagem do palco, que já está de pé, a região passa por uma revitalização: o valor da reforma é de R$ 3,299 milhões, incluindo troca de iluminação, pavimentação e troca das pedras portuguesas, segundo levantamento do GLOBO no Diário Oficial do município. Já o tratamento da água custou R$ 1,305 milhão.

IPVA: motoristas têm até sábado para negociar dívidas; descontos chegam a 90% de juros e multas por atraso

Com o retorno dos banhistas, o lucro dos ambulantes também está voltando.

— Espero que a gente possa arrebentar — diz Marlucia Santos, dona da barraca localizada bem ao lado do palco. — As pessoas não podem ficar de bico seco, nem barriga vazia. Vou revezar com meus quatro filhos, além das noras e dos netos. Talvez eu não consiga dormir, pelo barulho, mas estou ansiosa. Afinal, aqui estava parecendo um cemitério e não conseguíamos vender quase nada — observa.

O aluguel de um guarda-sol e duas cadeiras custa 30 reais em um dia comum. Na virada, Marlucia cobrará 50, em um combo com uma mesa e quatro cadeiras.

Na frente da filha: Mulher é estuprada e ferida a tesourada após ceia de Natal; suspeito é procurado

Sol combina com marquinha

Brilhando no céu, o sol chama a clientela de Daniele de Carvalho, a Danny Bronze. Enquanto o Piscinão estava vazio, o movimento ficou menor, mas com a água voltando, a empreendedora espera atender até 50 mulheres por dia.

— Aqui eu faço o chamado "bronze duplo": além do bronzeamento natural do sol, em que passo parafina nas meninas, jogo uma maquiagem sobre o corpo delas quando tudo acaba. Aí dá o efeito de marquinha neon, uma coisa que nunca vai sair de moda — explica Danny, que promete mudar de função quando o sol for embora no dia 31. — Trabalho com o bronzeamento até as 17h, depois já caio para a areia, para trabalhar com ambulante. Ao amanhecer no dia 1º, volto para o bronze.

'Quero que o responsável pague, seja bandido ou policial', diz filho de homem morto ao passear com cachorro

Cliente fiel há seis anos, a extensionista de cílios Izabella Cabral "fugiu" da rotina para garantir a marquinha para 2023. — Nesse fim de ano, trabalho todos os dias e tirei um tempo livre para mim: vou pegar sol e vou para o salão até as 15h — diz a jovem, que garante que virá acompanhar a virada das areias de Ramos.

Quem irá ao Piscinão acompanhar a chegada do próximo ano terá poucas mudanças no trânsito da região. Apenas a Avenida Guanabara, que corta a orla do local, ficará fechada: entre a Rua Gerson Ferreira e a Avenida Brasil, das 18h de sábado às 5h de domingo (1º).