Rússia acusa Google e Apple de 'interferência eleitoral'

O regulador das telecomunicações russas pode considerar como 'interferência eleitoral' a recusa das gigantes americanas de tecnologia Apple e Google em remover o aplicativo do opositor Alexei Navalny de suas lojas digitais. A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Maria Zakharova, disse que a posição das empresas 'está se tornando verdadeiramente inaceitável'.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos