Rússia afirma que 265 soldados ucranianos resgatados de Azovstal se renderam

O Ministério da Defesa da Rússia anunciou nesta terça-feira (17) que 265 soldados ucranianos, incluindo vários feridos, deixaram a usina de Azovstal, na cidade portuária de Mariupol, no sudeste da Ucrânia, e se renderam. Moscou afirmou que os combatentes serão tratados "em conformidade com o direito internacional".

"Nas últimas 24 horas, 265 combatentes entregaram suas armas e se tornaram prisioneiros, incluindo 51 que estavam gravemente feridos", afirmou o ministério russo em um comunicado. A nota indica que as pessoas que precisam de atendimento médico serão levadas para um hospital de Novoazovsk, na região de Donestk, leste da Ucrânia, controlada por separatistas pró-russos.

Na segunda-feira (16), a vice-ministra ucraniana da Defesa, Ganna Malyar, anunciou que 264 combatentes ucranianos — entre eles 53 feridos — haviam sido retirados da usina. Segundo ela, os soldados deverão ser repatriados no futuro "em um programa de troca". No entanto, até o momento, a Rússia não respondeu à proposta da Ucrânia de intercâmbio de prisioneiros.

Em um vídeo, o presidente ucraniano, Volodymyr Zelenski, declarou que "o essencial é salvar a vida de nossos homens". "Quero ressaltar: a Ucrânia precisa de seus heróis vivos. É o nosso princípio", reiterou.

Prisioneiros ou criminosos?

Já o presidente da câmara baixa do Parlamento russo, Viatcheslav Volodine, declarou em sua conta no Telegram que "criminosos nazistas não devem ser utilizados na troca de prisioneiros". "Em relação aos nazistas, nosso posicionamento não mudou: são criminosos de guerra, e devemos fazer de tudo para que eles compareçam à justiça".

Mais de mil soldados em Azovstal

(Com informações da AFP)


Leia mais

Leia também:
Rússia anuncia novo cessar-fogo de três dias na usina Azovstal, mas combates se intensificam na Ucrânia
Ucrânia anuncia retirada de 100 civis da usina Azovstal, em Mariupol
Cerca de 500 civis deixaram usina de Mariupol e novo comboio humanitário está previsto

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos