Rússia ameaça fechar principal jornal independente do país

O órgão que regula as comunicações na Rússia exigiu a retirada das licenças de funcionamento do site e da edição impressa do principal jornal independente do país, Novaya Gazeta, informou o próprio veículo de comunicação nesta quinta-feira (28).

Segundo a publicação, o órgão estatal de controle das comunicações, Roskomnadzor, acionou os tribunais exigindo o cancelamento da licença do site do jornal.

"É política? E o que não é política agora?", disse o Roskomnadzor em comunicado, citado pela agência TASS.

O órgão explicou que também havia solicitado a revogação da licença de distribuição da edição impressa do Novaya Gazeta, que assegurou, por sua vez, que lutaria por seus direitos na Justiça.

O Novaya Gazeta, cujo editor-chefe, Dmitry Muratov, ganhou o Nobel da Paz no ano passado, suspendeu sua publicação em março, até que termine a intervenção militar russa na Ucrânia.

O anúncio chega depois que o jornal recebeu duas advertências do Roskomnadzor por supostas infrações.

As autoridades russas ameaçaram proibir o seu funcionamento por não ter respeitado a controvertida lei sobre "agentes do exterior".

Muratov disse então que as advertências eram uma vingança pela cobertura do Novaya Gazeta da ofensiva e seus esforços para estimar "as perdas e a destruição", tanto na Rússia como na Ucrânia.

bur/mab-pc/grp/rpr

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos