Rússia ameaça Navalny com prisão caso retorne ao país

·1 minuto de leitura
O líder da oposição russa, Alexei Navalny (à esq.), e o presidente Vladimir Putin

A Justiça russa aceitou uma ação solicitando que uma suspensão da pena concedida ao opositor Alexei Navalny seja convertida em prisão, medida que teria como objetivo impedir seu retorno à Rússia.

Navalny está atualmente na Alemanha, para onde foi transferido em agosto depois de adoecer repentinamente e entrar em coma.

Laboratórios ocidentais concluíram que ele foi envenenado por um agente nervoso de origem soviética.

De acordo com o site dos tribunais de Moscou, uma ação judicial reivindica "a anulação de uma sentença" de suspensão da pena concedida a Navalny por "desrespeito às obrigações exigidas".

No Twitter, Alexei Navalny afirmou que a ação foi movida pelos Serviços Penitenciários (FSIN) por uma condenação datada de dezembro de 2014.

"Putin está tão furioso porque sobrevivi ao envenenamento que pediu aos serviços penitenciários que fossem à justiça e transformassem minha suspensão da pena em prisão", disse o opositor de 44 anos.

Navalny foi condenado a 3 anos e meio, com suspensão da pena, pelo desvio de 26 milhões de rublos de uma subsidiária da empresa francesa de cosméticos Yves Rocher.

No final de dezembro, o FSIN declarou que Navalny não havia respeitado as condições de sua sentença ao não retornar da Alemanha após sua recuperação.

rco/tbm/me/pc/jc/aa