Rússia bombardeia subestações de energia de Lviv, próximo à Polônia

***ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF,  BRASIL,  14-11-2019 - Presidente da Rússia Vladmir Putin.  (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF, BRASIL, 14-11-2019 - Presidente da Rússia Vladmir Putin. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Rússia voltou a atacar Lviv, cidade do oeste ucraniano próximo à fronteira com a Polônia, na tarde desta terça-feira (3) –já noite no país. De acordo com o prefeito Andrii Sadovii, mísseis lançados pelas forças russas atingiram três subestações de energia, o que afetou o abastecimento de uma parte da cidade.

Ainda segundo o político ucraniano, uma pessoa ficou ferida e o abastecimento de água chegou a ser prejudicado, mas fontes alternativas de energia foram acionadas e o problema foi resolvido.

Lviv tem sido pouco atacada pelas forças russas desde o início da invasão –ainda que bombardeios na região tenham causado uma série de mortes há algumas semanas. A cidade, logo nas primeiras semanas de guerra, se tornou o refúgio de ucranianos que tentavam fugir das ações militares no leste e hospedou escritórios diplomáticos de vários países. Na segunda (2), a cidade recebeu diplomatas americanos, que se reuniram com políticos locais.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos