Rússia critica projeto de resolução da ONU sobre a Síria

Sírios escavam uma vala para enterrar vítimas do suposto ataque com gás tóxico em Khan Sheikhun

A Rússia considera inaceitável o texto apresentado por Estados Unidos, França e Reino Unido condenando o suposto ataque químico ocorrido na Síria, indicou nesta quarta-feira a porta-voz do ministério das Relações Exteriores russo.

"O texto apresentado é categoricamente inaceitável. Seu defeito é antecipar os resultados da investigação e assinalar culpados", afirmou Maria Zajarova em coletiva de imprensa, na qual denunciou que se engendra um "projeto contra a Síria", o que poderá agravar ainda mais a situação.

O Conselho de Segurança da ONU terá nesta quarta-feira uma reunião de emergência depois do episódio de ataque químico que matou 72 pessoas em Khan Sheikhun, noroeste da Síria.

Londres, Washington e Paris apresentaram na terça-feira um projeto de resolução condenando o ataque e pedindo uma investigação completa por parte da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ).