Rússia destrói depósito de armas e deixa ao menos 22 feridos em raro ataque no oeste da Ucrânia

Os combates se intensificam no leste da Ucrânia, mas, na noite de sábado (11), bombardeios russos visaram também Tchortkiv, no oeste. Ao menos 22 pessoas ficaram feridas no ataque que, segundo Moscou, tinha o objetivo de destruir armamentos fornecidos pelos países ocidentais a Kiev.

As tropas russas concentram seus combates na região do Donbass, no leste. No entanto, em um dos raros ataques à região ocidental da Ucrânia, perto da fronteira com a Romênia e a Moldávia, a Rússia diz ter visado um armazém de material militar.

Um comunicado divulgado neste domingo (12) pelo Ministério da Defesa russo afirma que "mísseis Kalibr, lançados a partir do mar Negro, destruíram perto de Tchortkiv um grande depósito de sistema de mísseis, de sistemas de defesa aérea e de morteiros fornecidos ao regime de Kiev pelos Estados Unidos e países europeus".

Segundo autoridades ucranianas, esse ataque deixou ao menos 22 feridos, entre eles, vários civis. Em uma coletiva de imprensa transmitida pelas redes sociais, o governador regional Volodymyr Trouch afirmou que as vítimas foram hospitalizadas. "Há sete mulheres e uma criança de 12 anos", ressaltou.

Trouch confirmou que "uma instalação militar foi parcialmente destruída" no bombardeio russo e "residências de civis foram danificadas". A cidade, que antes da guerra contava com cerca de 30 mil habitantes, está a 140 quilômetros ao norte da fronteira com a Romênia e a 200 quilômetros de Lviv, a maior cidade no oeste da Ucrânia.

Severodonetsk ainda resiste

Longa guerra

(Com informações da AFP)


Leia mais

Leia também:
Ucrânia: Três combatentes estrangeiros são condenados à morte em Donetsk
Presidente da Comissão Europeia discute adesão da Ucrânia à UE com Zelensky em Kiev
Passagem de russos deixa marcas da guerra no sul da Ucrânia; combates se acirram no leste

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos