Rússia diz que Belarus pode entrar em conflito com Ucrânia se for “invadida”

Militar ucraniano durante treinamento próximo a fronteira com Belarus, na região de Rivne, Ucrânia

(Reuters) - Uma autoridade do Ministério das Relações Exteriores da Rússia disse nesta sexta-feira que Belarus pode entrar no conflito com a Ucrânia se Kiev decidir "invadir" qualquer um dos dois países.

A Rússia usou Belarus como trampolim para invadir a Ucrânia em fevereiro de 2022 e, desde outubro, tem enviado tropas a Belarus para exercícios militares conjuntos.

Desde então, ambos os países concordaram em intensificar sua cooperação militar, levantando temores de que Moscou possa usar seu aliado próximo para lançar uma nova ofensiva contra a Ucrânia a partir do lado norte.

Em entrevista à mídia estatal, a autoridade russa do Ministério das Relações Exteriores Aleksey Polishchuk disse que os exercícios conjuntos da Rússia com Belarus foram projetados para evitar uma escalada, mas alertou que Belarus pode se juntar ao conflito na Ucrânia se o país ou a Rússia forem invadidos.

"Do ponto de vista legal, o uso da força militar pelo regime de Kiev ou a invasão dos territórios de Belarus ou da Rússia pelas Forças Armadas da Ucrânia são motivos suficientes para uma resposta coletiva", disse Polishchuk à agência de notícias Tass.

Ele acrescentou, contudo, que cabe aos líderes dos dois países decidir se tomarão essa atitude.

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, disse na quarta-feira que seu país tem de "estar preparado" na sua fronteira com Belarus, mas que até agora só viu "declarações vigorosas" vindas de seu vizinho.

(Reportagem da Reuters)