Rússia diz que lançou ataques contra tropas ucranianas em várias regiões

MOSCOU (Reuters) - O Ministério da Defesa da Rússia disse neste sábado que suas forças lançaram ataques a posições ucranianas em várias partes da Ucrânia e acusou Kiev de realizar bombardeios perto da usina nuclear de Zaporizhzhia.

As forças russas realizaram seus ataques nas regiões de Kherson, Mykolaiv, Kharkiv e Donetsk, segundo o ministério, que acrescentou que as forças ucranianas realizaram uma ofensiva malsucedida perto de Pravdyne, em Kherson.

Os níveis de radiação em Zaporizhzhia, a maior usina nuclear da Europa, permanecem normais, segundo o ministério. Ele disse que dois incidentes de bombardeios ucranianos foram registrados perto da usina no sábado.

Um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia negou que as forças ucranianas tenham realizado bombardeios perto da instalação no sul do país.

A Rússia e a Ucrânia acusaram-se repetidamente de bombardear a fábrica de Zaporizhzhia. A Agência Internacional de Energia Atômica da ONU aprovou uma resolução na quinta-feira exigindo que a Rússia encerre sua ocupação da instalação.

Alexey Kulemzin, prefeito da cidade de Donetsk, no leste da Ucrânia, controlada por separatistas pró-Rússia, disse no Telegram que quatro pessoas foram mortas por bombardeios em uma parte central da cidade. Fragmentos de obuses Caesar feitos na França foram encontrados, acrescentou Kulemzin.

Enquanto isso, a agência de notícias TASS citou autoridades locais na região de Belgorod, na Rússia, dizendo que uma pessoa havia sido morta por bombardeios ucranianos.

A Reuters não conseguiu verificar imediatamente os relatos do campo de batalha.

Nas últimas semanas, as forças ucranianas retomaram território anteriormente ocupado pelas forças russas na região nordeste de Kharkiv. A leste e ao sul de lá, a Rússia concentrou forças por meses nas províncias de Luhansk e Donetsk, para expandir o território controlado por separatistas apoiados por Moscou desde 2014.

(Reportagem da Reuters)