Rússia diz que prontidão nuclear é necessária em meio à atividade da Otan perto de fronteiras

·1 min de leitura
Ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu, em Roma

MOSCOU (Reuters) - As capacidades nucleares e as Forças Armadas da Rússia precisam manter a prontidão de combate à luz da crescente atividade dos países da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) perto das fronteiras do país, disse o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, de acordo com relatos de agências de notícias russas nesta quarta-feira.

Na terça-feira Shoigu reclamou que bombardeiros dos Estados Unidos haviam ensaiado um ataque nuclear contra a Rússia em duas direções diferentes no início deste mês e se queixou que os aviões haviam chegado muito perto da fronteira russa.

O Pentágono, por sua vez, afirmou que os exercícios militares aderiram aos protocolos internacionais.

(Reportagem de Maxim Rodionov)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos