Rússia diz que treinamento civil da Guerra Fria deveria ser retomado

Vice primeiro-ministro da Rússia, Dmitry Rogozin, discursa no Parlamento russo, em Moscou, em julho. 01/07/2015 REUTERS/Maxim Zmeyev
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

NOVO OGARYOVO, Rússia (Reuters) - Autoridades russas devem retomar a velha prática da Guerra Fria de treinar civis para reagir no caso de um grande ataque nuclear, disse um representante do governo nesta sexta-feira. Ao falar após uma reunião do Conselho de Segurança da Rússia, comandado pelo presidente russo, Vladimir Putin, o vice primeiro-ministro e responsável pelo setor de Defesa, Dmitry Rogozin, declarou que os Estados Unidos estavam afetando o equilíbrio nuclear ao desenvolver novos sistemas de armas. A Rússia não tem outra opção que não reagir às capacidades agressivas dos EUA, disse ele. "Medidas para conter o agressor podem incluir aquelas relacionadas com a capacidade nuclear estratégica russa. São medidas recíprocas para que, Deus não permita, ninguém tenha uma ideia louca na cabeça", afirmou Rogozin. Pode haver outras medidas "para que a população, se ela ficar sujeita a esse tipo de agressão, possa evitar perdas colossais. A defesa civil deve ser recriada", disse ele. Durante a Guerra Fria, autoridades soviéticas construíram um sistema de abrigos para o caso de ataque nuclear, e crianças foram treinadas para colocar máscaras protetoras. Cartazes dizendo como responder a um ataque eram pregados em escolas e locais de trabalho. (Reportagem de Denis Dyomkin)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos