Rússia diz ter destruído depósito contendo armas do Ocidente na Ucrânia

Por Natalia Zinets e Max Hunder

KIEV (Reuters) - As forças russas dispararam mísseis de cruzeiro para destruir um grande depósito contendo armas europeias e norte-americanas na região de Ternopil, no oeste da Ucrânia, noticiou a Interfax neste domingo, enquanto combates de rua prevaleciam na cidade oriental de Sievierodonetsk.

O governador da região de Ternopil disse que um ataque com míssil contra a cidade de Chortkiv, disparado do Mar Negro, destruiu parcialmente uma instalação militar, ferindo 22 pessoas. Uma autoridade local informou que não havia armas armazenadas ali.

A Reuters não pôde confirmar de forma independente os diferentes relatos.

Moscou tem criticado repetidamente os Estados Unidos e outras nações por fornecerem armas à Ucrânia. O presidente russo, Vladimir Putin, disse no início deste mês que a Rússia atacaria novos alvos caso o Ocidente fornecesse mísseis de longo alcance à Ucrânia para uso em sistemas de foguetes móveis de alta precisão.

Nos últimos dias, líderes ucranianos têm renovado os apelos aos países ocidentais para acelerar as entregas de armas pesadas, à medida que as forças russas atacam o leste do país com artilharia.

Sievierodonetsk se tornou o epicentro da batalha pelo controle da região industrializada de Donbas, no leste ucraniano, composta pelas províncias de Luhansk e Donetsk. Partes da cidade foram destruídas em alguns dos combates mais sangrentos desde que Moscou começou sua invasão, em 24 de fevereiro.

(Reportagem de Pavel Polityuk; reportagem adicional das redações da Reuters)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos