Rússia e Belarus reforçam agrupamento militar conjunto e planejam exercícios

Bandeiras de Belarus e da Rússia em Minsk, Belarus

(Reuters) - A Rússia e Belarus reforçaram seu agrupamento militar conjunto em Belarus com armas, soldados e equipamentos especializados, e planejam realizar exercícios aéreos conjuntos, anunciou o Ministério da Defesa de Belarus nesta quinta-feira.

A Ucrânia alertou repetidamente que o presidente da Rússia, Vladimir Putin, pode tentar usar Belarus como base para uma nova invasão terrestre da Ucrânia pelo norte, uma medida que abriria uma nova frente importante na guerra.

"A decisão de criar um agrupamento regional de tropas no território da Belarus foi tomada e está sendo implementada apenas no interesse de fortalecer a proteção e defesa do Estado da União, com base na situação atual perto de nossas fronteiras", afirmou o Ministério da Defesa de Belarus.

"Pessoal, armas, equipamentos militares e especiais das Forças Armadas da Federação Russa continuarão a chegar à República de Belarus", disse o ministério.

O ministério disse que "atividades de coordenação de combate" foram planejadas, bem como exercícios da Força Aérea.

"O treinamento conjunto dos componentes bielorrusso e russo do agrupamento regional de tropas é de natureza complexa e abrange não apenas o componente de combate, mas também todos os sistemas de apoio", disse o ministério.

O ministério publicou fotos de um trem carregado com veículos blindados russos BTR-82A e BTR-80K chegando a Belarus.

"A entrega foi realizada de acordo com o plano de rearmamento", disse o ministério.

Belarus permitiu que Moscou utilizasse seu território para enviar tropas à Ucrânia na invasão iniciada em 24 de fevereiro de 2022.

(Reportagem da Reuters)