Rússia e Ucrânia selam acordo para exportação de grãos em Istambul

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Secretário-geral da ONU, António Guterres, ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu, presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, e ministro da Defesa da Turquia, Hulusi Akar, durante cerimônia de assinatura de acordo para exportação de grãos ucranianos em Istambul
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

ISTAMBUL (Reuters) - A Rússia e a Ucrânia assinaram um acordo nesta sexta-feira para reabrir as exportações de grãos dos portos ucranianos no Mar Negro em um acordo que o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, e o presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, disseram que ajudaria a amenizar uma crise alimentar global.

Ministros do governo da Rússia e da Ucrânia assinaram o acordo separadamente, evitando cuidadosamente sentar-se à mesma mesa e apertar as mãos no evento em Istambul.

"Hoje, há um farol no Mar Negro. Um farol de esperança (e) possibilidade... e alívio em um mundo que precisa dele mais do que nunca", disse Guterres em uma cerimônia de assinatura, apelando para que a Rússia e a Ucrânia implementem plenamente o acordo.

Erdogan disse que o acordo, também assinado pela Turquia, ajudará a prevenir a fome e aliviar a inflação alimentar global.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos