Rússia planeja estabelecer base naval no Sudão

·1 minuto de leitura
A Rússia planeja criar uma base naval no Mar Vermelho do Sudão para abastecer sua frota, segundo um projeto de acordo com este país do nordeste africano aprovado pelo primeiro-ministro russo, Mikhail Mishustin
A Rússia planeja criar uma base naval no Mar Vermelho do Sudão para abastecer sua frota, segundo um projeto de acordo com este país do nordeste africano aprovado pelo primeiro-ministro russo, Mikhail Mishustin

A Rússia planeja criar uma base naval no Mar Vermelho do Sudão para abastecer sua frota, segundo um projeto de acordo com este país do nordeste africano aprovado pelo primeiro-ministro russo, Mikhail Mishustin.

Este documento preliminar, publicado na quarta-feira no site do governo russo, contempla o estabelecimento no Sudão de um "centro de apoio logístico" no qual serão realizados "reparos, operações de abastecimento e onde descansarão membros" da marinha russa.

A base hospedará um máximo de 300 soldados e civis e quatro embarcações, incluindo navios com propulsão nuclear.

De acordo com o documento de 30 páginas, a infraestrutura militar será construída na periferia norte do Porto Sudão, onde está localizado o principal porto do país africano.

O projeto também prevê que Moscou tenha o direito de transportar, por meio dos portos e aeroportos sudaneses, "armas, munições e equipamentos" necessários para o funcionamento da base.

As autoridades russas não forneceram informações sobre quando este acordo deve ser assinado, que terá uma duração de, pelo menos, 25 anos.

Nos últimos anos, a Rússia, com presença crescente na África, fortaleceu seus laços com o Sudão tanto no campo militar quanto em projetos de energia nuclear para a produção de eletricidade.

Moscou e Cartum concordaram em um acordo de cooperação militar de sete anos em maio.

rco/fjb/eb/dg/am