Rússia reage a comentário de Blinken sobre tropas no Cazaquistão

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

MOSCOU (Reuters) - A Rússia respondeu com raiva neste sábado a um comentário do Secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, de que o Cazaquistão pode ter dificuldade em se livrar das tropas russas, dizendo que ele deveria refletir sobre a intromissão militar dos EUA em todo o mundo.

Na sexta-feira, Blinken desafiou a justificativa da Rússia para enviar forças ao Cazaquistão após dias de violentos distúrbios no país da Ásia Central.

"Uma lição da história recente é que, uma vez que os russos estão em sua casa, às vezes é muito difícil fazer com que eles saiam", disse Blinken.

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia classificou o comentário de Blinken de "tipicamente ofensivo" e acusou-o de fazer piadas sobre eventos trágicos no Cazaquistão. Ele disse que Washington deveria analisar seu próprio histórico de intervenções em países como Vietnã e Iraque.

"Se Antony Blinken ama tanto as aulas de história, ele deveria levar em consideração o seguinte: quando os americanos estão em sua casa, pode ser difícil permanecer vivo e não ser roubado ou estuprado", disse o ministério em seu canal de mídia social Telegram.

"Isso nos é ensinado não apenas pelo passado recente, mas por todos os 300 anos de existência de um Estado americano."

(Por Gabrielle Tétrault-Farber)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos