Rússia registra menos de 10.000 novos casos de coronavírus

Funcionários de um cemitério russo enterram uma vítima do coronavírus, em 15 de maio de 2020, na periferia de Moscou

A Rússia registrou neste domingo (17) menos de 10.000 novos casos de pessoas infectadas com coronavírus, pela terceira vez nesta semana.

Estabelecer uma curva descendente da pandemia com os números flutuantes de maio ainda é, porém, considerado prematuro.

O país tem o segundo maior número de infectados no mundo, com 281.752.

Hoje, as autoridades de saúde russas confirmaram 9.709 novos casos. Esta semana, outros dois dias também ficaram abaixo de 10.000.

O país anunciou 94 novas mortes nas últimas 24 horas, um pouco abaixo dos 119 óbitos de sábado, o número mais alto em um único dia. Até o momento, a Rússia totaliza 2.631 falecimentos por COVID-19.

Críticos do governo consideram, porém, que há subnotificação de mortes e suspeitam que as autoridades estejam atribuindo os falecimentos por coronavírus a outras causas.

As autoridades dizem que uma das razões é que apenas as mortes diretamente relacionadas ao vírus estão incluídas no balanço. Alegam ainda que, como a COVID-19 chegou mais tarde do que a outros países, a Rússia teve mais tempo de se preparar e fez testes de detecção em larga escala para reduzir a propagação.