Rússia registra perda de um milhão de habitantes em 2021, principalmente devido à Covid-19

·1 min de leitura

A população russa registrou um recuo de mais de um milhão de habitantes em 2021, um recorde desde a queda da União Soviética, particularmente impactada pela pandemia de covid-19, informou nesta sexta-feira (28) a agência oficial de estatísticas Rosstat.

No ano passado, o país perdeu 1,04 milhão de habitantes, frente a 688.700 em 2020, principalmente devido a um aumento da mortalidade de 15,1%, enquanto a natalidade não teve um recuo importante, informou a Rosstat.

O principal causador desta mortalidade foi a Covid-19, que entre 2020 e 2021 esteve relacionada com a morte de 660.000 pessoas.

Os dados da Rosstat costumam ser muito superiores aos do governo, cujo balanço é de 329.443 mortos pelo coronavírus.

A Rússia enfrentou a pandemia com uma campanha de vacinação lenta, quase nenhuma medida de confinamento e ignorando as medidas sanitárias recomendadas, como o uso de máscaras em transportes públicos.

Crise demográfica

As cifras divulgadas nesta sexta-feira mostram a dificuldade do presidente Vladimir Putin em reverter uma crise demográfica na qual a Rússia está mergulhada há três décadas.

A geração que enfrentou a crise econômica, social e moral que se seguiu à queda da União Soviética há 30 anos é a que está atualmente em idade reprodutiva, mas não parece motivada ter filhos.

A taxa de fertilidade na Rússia é atualmente de 1,5 filho por mulher, muito abaixo do 2,1 necessário para garantir a renovação demográfica.

(com informações da AFP)


Leia mais

Leia também:
Fraca vacinação e subvariante da Delta levam Rússia ao topo de mortes por Covid na Europa
Trinta anos após fim da URSS, "é inevitável ver resquícios da era soviética na Rússia", diz historiador brasileiro em Moscou
Rússia registra pela primeira vez mais de 1.000 mortes por Covid em 24 horas

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos