Rússia revida sanções dos EUA, que denunciam escalada

Os presidentes Vladimir Putin (esquerda) e Joe Biden